Digite o que procura

Blog do Uruha (27/04/2017)

Compre o novo CD

TRACES 2

Sobre o the GazettE


the GazettE é uma banda Japonesa formada em 2002 atualmente composta por Ruki (vocal), Uruha (guitarra), Aoi (guitarra), Reita (baixo) e Kai (bateria). Sua formação inicial contava com o baterista Yune, que saiu da banda em 2003 e foi substituído pelo Kai, que se tornou líder da banda.

FORMAÇÃO
A primeira "banda original" do Ruki, ou seja, que compõe suas próprias músicas, chamava-se "Mikoto" (魅琴), onde Ruki era o baterista. Essa banda era relativamente popular, já que um número bom de pessoas comparecia às apresentações. Eles tinham contato com uma banda chamada "Karasu" (鴉), pois costumavam se encontrar com eles em uma casa de shows em Yokohama quando iam tocar lá. Reita e Uruha, amigos desde a escola primária, eram membros do Karasu na época. Ruki sempre achou o Reita e o Uruha legais e o vocalista do Mikoto teve a ideia de chamar os dois e montar uma outra banda ainda melhor. Por causa disso, o Mikoto acabou e eles formaram a banda Madie Kusse, composta pelo vocalista do Mikoto, o guitarrista, Reita, Uruha e Ruki. O Madie Kusse se separou por divergência de opiniões entre Ruki, Uruha e Reita, e os outros dois membros da banda. (1)
Antes da formação do Gazette, Ruki, Uruha e Reita fizeram parte de uma banda chamada "Kar+te=zyAnose" junto com mais 2 membros. Todos eram amigos no início, mas no fim das contas, as ideias deles eram diferentes. Então, Uruha sugeriu que Ruki se tornasse vocalista e para testar, Ruki usou uma das músicas e substituiu a voz original pela sua. Uruha ouviu e disse "Nada mal". O próprio Ruki gostou do resultado e sentia vontade de ser o vocalista. Ele já tinha assumido esse papel em alguns eventos passados e a ideia de estar no centro do palco era irresistível. No momento em que Ruki decidiu que assumiria os vocais, ele disse para os outros membros que queria acabar com o "Kar+te=zyAnose". A banda durou apenas 3 meses e após o fim, Ruki, Uruha e Reita se perguntaram sobre o que fariam para conseguir novos membros. (1) Eles então conheceram um baterista (Yune) através de um colega, e também chamaram o Aoi, que fazia parte da mesma banda que o Yune na época (2). Com isso, o Gazette (ガゼット) foi formado.

Ruki disse para si mesmo que se essa banda não desse certo ele nunca mais faria parte de banda novamente. Eles estabeleceram a meta de que se não funcionasse após um ano, eles desistiriam e que usariam essa atitude para ir em frente. Assim, os membros encontraram uma agência (Matina) e tentaram usar algumas estratégias para conseguir público: distribuir panfletos na rua, lançar singles (como o “Wakaremichi”, primeiro single da banda), fazer shows por todo o Japão, entre outros, mas os resultados não estavam sendo animadores. O máximo de pessoas que eles conseguiram nesse período foram 30 e o mínimo foram 6. Todo esse esforço sem resultado começou a desanimar os membros. Eles faziam turnês usando dinheiro dos próprios bolsos, tiveram que pedir emprestado uma quantia enorme, dormir no carro e às vezes nem conseguiam tomar banho. Mesmo nessas condições, eles tinham que continuar fazendo shows. Apesar de ser divertido, pois tudo isso fez com que a relação entre os membros ficasse mais forte, a situação da banda era muito ruim, todos estavam cansados e eles não tinham incentivo. E para completar, repentinamente, o baterista avisou que iria desistir, pegando todos os outros de surpresa. (1)

ENTRADA DO KAI
O Gazette causou um grande impacto no Kai desde a primeira vez que ele viu a banda tocando em um live. Ele achou que seria ótimo se um dia pudesse tocar junto com eles, mas na época, o Gazette já tinha um baterista. Em um evento que eles fizeram no aniversário do Ruki, Kai aproveitou a oportunidade para ir falar com o vocalista e os dois casualmente trocaram números de telefone, mas ficou por isso mesmo. Depois que trocaram telefones, eles não entraram mais em contato um com o outro. Entretanto, coincidentemente logo depois que a banda do Kai se separou, o Gazette ficou sem baterista e ele pensou em fazer alguma coisa a respeito. Kai hesitou um pouco em ligar para o Ruki, já que os dois só tinham se encontrado uma vez, mas decidiu fazê-lo. Ele começou perguntando se poderia assistir o próximo live do Gazette. Ruki então comentou que soube que a banda dele tinha acabado e avisou que o Gazette estava sem baterista. Em seguida, ele convidou o Kai para tocar com eles, que aceitou. Ruki já tinha reparado no jeito dele tocar bateria, gostou do que viu e contou para os outros membros. (3)
Antes da entrada do Kai, a situação da banda não estava boa e depois que ele entrou, eles encontraram motivação para continuar, com o pensamento de que não podia ficar pior e de que eles precisavam avançar. (1)

ENTRADA NA PS COMPANY e DISORDER
Após assinarem com a PS Company em 2003, Kai se voluntariou para ser o líder da banda, o estilo de música e o visual deles mudou e as coisas começaram a melhorar. (1) O Gazette ganhou mais destaque, já que passou a aparecer em revistas enquanto fazia lives ao mesmo tempo. Com isso, mais pessoas passaram a conhecê-los. Naquele ano, eles também lançaram vários mini-álbuns consecutivos (Cockayne Soup, Akuyuukai, Spermargarita, Hankou Seimeibun). Além disso, na primavera de 2003, o Gazette fez junto com outra banda uma turnê que acabou mostrando que o público deles estava crescendo cada vez mais. No primeiro show da turnê, 90 pessoas estavam presentes e na final realizada no Shibuya O-West, 280 pessoas foram assistir. No dia da final eles conversaram sobre fazer um live one-man (sozinhos, sem outra banda junto) em Janeiro de 2004 no Shibuya AX. O manager da banda disse que se continuasse nesse ritmo, 1.800 pessoas iriam assisti-los em Janeiro. Depois que começaram a falar sobre esse show no Shibuya AX, a banda não fez nenhum live one-man, apenas participaram de eventos, lives com outras bandas e viajaram um pouco mais pela região. Quando decidiram fazer o show no AX, eles não achavam que conseguiriam lotar o local. A banda se surpreendeu ao ver a casa de shows cheia no dia da apresentação. (4)

Em Março de 2004, o Gazette lançou o mini-álbum "Madara" e a partir de Abril daquele ano eles iniciaram a sua primeira turnê one-man. (4) Em Outubro, eles lançaram o seu primeiro álbum, o "Disorder", e no início de 2005 realizaram a turnê "Standing Tour 2005 Maximum Royal Disorder".

NIL e BUDOKAN
Em Agosto de 2005, o Gazette lançou o mini-álbum "Gama" e entraram em uma nova turnê, a "Standing Tour 2005 [Gama] the Underground Red Cockroach". O último live daquela turnê foi realizado no Tokyo International Forum Hall A (capacidade de mais de 5.000 pessoas), cujos ingressos não se esgotaram. (5) Cerca de 4.500 pessoas compareceram àquele show. (4) Em Dezembro de 2005, o Gazette lançou o "Cassis", primeiro single da banda sob um selo major (King Records).

Em Fevereiro de 2006, eles lançaram o seu segundo álbum, o "NIL", e em adição, houve a troca do logo da banda de "ガゼット", escrito em katakana, para "the GazettE". Em seguida, a banda embarcou em uma turnê chamada "Standing Tour 2006 Nameless Liberty Six Guns".
Enquanto viajavam em uma balsa durante aquela turnê, o the GazettE se reuniu com os staffs e discutiu sobre a possibilidade de fazer um show no famoso Nippon Budokan, que possui capacidade para mais de 14.000 pessoas. (4) Durante a discussão, foi questionado o fato da banda não ter conseguido esgotar nem o Tokyo International Forum Hall A, e se nessas condições seria possível eles avançarem para o Budokan. Mesmo assim, a final daquela turnê foi realizada em Maio de 2006 no Nippon Budokan. E como esperado, os ingressos não se esgotaram para aquele show. Entretanto, depois que a banda realizou o live no Budokan, o número de pessoas que eles conseguiram mobilizar aumentou e pouco a pouco as pessoas começaram a conhecer o the GazettE cada vez mais. (5)

STACKED RUBBISH, DIM e TOKYO DOME
Com o aumento da popularidade da banda, um número cada vez maior de pessoas começou a rodeá-los, tais como staffs da agência, novos contatos e revistas. Muitas dessas pessoas confessaram que no início os julgaram pela aparência, mas que se equivocaram. Em meio a esse pensamento de que enquanto estiverem vendendo haverá muita gente em cima deles, e que assim que eles pararem de vender, essas mesmas pessoas irão abandoná-los, surgiu o single "Hyena", lançado em Fevereiro de 2007. No mês seguinte, em Março de 2007, eles realizaram um show no Yokohama Arena, onde conseguiram esgotar os ingressos. (5)
Em Julho de 2007 foi lançado o 3º álbum "Stacked Rubbish" e a banda saiu em uma nova turnê, a "Tour 2007-2008 Stacked Rubbish - Pulse Wriggling to Black". Naquele mesmo ano, o the GazettE também realizou a sua primeira turnê pela Europa.
A final da turnê "Pulse Wriggling to Black" aconteceu em Abril de 2008, no Yoyogi National Gymnasium.

Após o lançamento do single "Leech" em Novembro de 2008, que ficou no topo da parada do Oricon, a banda anunciou um live secreto, que seria realizado em algum lugar em Tóquio. O show aconteceu na Shinjuku Station Square e o número de pessoas que apareceu foi bem maior do que o esperado. Eles iniciaram o show diante de um público de 7000 pessoas, mas a polícia impediu que a apresentação continuasse, temendo que houvesse um tumulto. O show teve duração de apenas 10 minutos. (6)

O the GazettE continuou produzindo música em 2009, ano em que lançaram dois singles e o 4º álbum "DIM". Entretanto, o estado mental da banda naquele ano era o pior possível devido a uma traição que eles sofreram por parte de uma pessoa em que confiavam. O sentimento de raiva daquele período está retratado nas letras de algumas músicas do the GazettE, como "Leech" (2008), "Headache Man" (2009), "Before I Decay" (2009) e no ano seguinte em "Vermin" (2010), "The True Murderous Intent" (2010). (5)
A final da turnê do álbum "DIM" foi realizada no Saitama Super Arena (capacidade para 37.000 pessoas) em Setembro de 2009 e após alcançarem esse local, a banda começou a se perguntar sobre o que viria depois em termos de locais de shows. Ao longo dos anos eles foram tocando em lugares cada vez maiores e observando esse avanço, o pessoal de staff veio com a ideia da banda tocar no Tokyo Dome, estádio que possui capacidade para 55.000 pessoas. (7)
Durante a decisão sobre se eles tentariam ou não tocar no Tokyo Dome, a banda ficou dividida entre aqueles membros que achavam que ainda não era o momento, e aqueles que achavam que deveriam aproveitar a oportunidade. A decisão de tocar no estádio foi tomada durante uma conversa em que eles tiveram em um bar apenas entre os 5 membros, sem a presença dos staffs. No decorrer da conversa, eles relembraram o sentimento que tiveram quando tocaram pela primeira vez no Budokan e com isso, decidiram que deveriam se apresentar no Tokyo Dome. (7)

Em 2010 a banda iniciou a "Tour 10 Nameless Liberty Six Bullets" sem revelar o local do último show da turnê. Após o lançamento do single "Shiver", primeiro CD depois a transferência da banda da King Records para a Sony Music, eles anunciaram que a apresentação final da turnê seria no Tokyo Dome. A partir daí, foi realizada uma grande mobilização para divulgação do show, como lançamento de joias, comerciais, além da entrada de Aoi e Ruki no Twitter. A apresentação aconteceu no dia 26 de Dezembro de 2010 e causou uma grande comoção entre os fãs e membros. Os ingressos para esse show não foram esgotados. (8)

TOXIC, DIVISION e PARTICIPAÇÃO EM FESTIVAIS
O the GazettE continuou avançando em 2011, sempre tentando melhorar o seu som e experimentando novas técnicas. (7) Com esse sentimento a banda lançou os singles "Vortex" e "Remember the Urge" e o 5º álbum "Toxic". Além disso, naquele ano a banda começou a explorar novos territórios, através da participação em grandes festivais do Japão, como o Summer Sonic e o Inazuma Rock Festival.

Para comemorar o seu 10º aniversário em 2012, a banda realizou um show standing no Makuhari Messe, chamado "The Decade". Além disso, eles lançaram o 6º álbum da banda, o "Division" e continuaram suas atividades em festivais Japoneses, como o a-nation, Kishidan Banpaku e Rising Sun Rock Festival. Naquele ano, Aoi revelou que tinha cogitado sair da banda antes do show dos 10 anos do the GazettE, mas ao subir no palco da apresentação, achou que não poderia desistir e tirar o the GazettE de seus fãs. Em uma entrevista, o guitarrista demonstrou estar descontente com o fato de não conseguir expor as suas ideias, já que o trabalho da banda estava sendo focado nos conceitos que o Ruki trazia. (9) Em seu Twitter ele comentou sobre essa entrevista dizendo que estava tudo bem, e que a posição dele na banda não pertence a ninguém a não ser a ele. (10)

PRIMEIRA WORLD TOUR e BEAUTIFUL DEFORMITY
O ano de 2013 foi marcado pelo lançamento do 7º álbum "Beautiful Deformity" e pela primeira turnê mundial do the GazettE, que aconteceu em Setembro de 2013 e passou pelo México, Chile, Argentina, Brasil, França, Alemanha e Finlândia. Além disso, a banda também participou de um festival russo chamado Kubana.

O "Beautiful Deformity" foi lançado em Outubro de 2013 e criado com o objetivo de expressar as irregularidades de todos os cinco membros, daí o título do álbum. Ruki disse em uma entrevista que conversando com os membros, percebeu que havia uma insatisfação dentro da banda pelo fato deles sentirem que não conseguem fazer as coisas espontaneamente. Sendo assim,  o "Beautiful Deformity" foi produzido de forma que eles não pudessem terminar o álbum até que todos os membros tivessem incluído a sua própria música nele. Além disso, reuniões para a seleção das músicas foram feitas até que todos concordassem com o que estava sendo feito, portanto, o álbum levou um certo tempo para ficar pronto. (11)

A banda passou o ano de 2014 inteiro em uma turnê para o fã-clube HERESY e nesse período, não lançaram nenhum trabalho novo. A turnê foi dividida em 3 partes, cada uma focando em 2 álbuns da banda. Sendo assim, a primeira parte da turnê focou nos álbuns Disorder e NIL, a segunda parte no Stacked Rubbish e DIM e a terceira no Toxic e Division. As músicas do Beautiful Deformity não entraram na turnê.

DOGMA e PROJECT:DARK AGE
Em 2015, o the GazettE completou 13 anos de carreira e o live de comemoração da data foi realizado no Nippon Budokan. O ano foi marcado pelo início de um projeto chamado "Project:Dark Age", composto por diversos "movimentos", entre eles o lançamento do 8º álbum "Dogma" e do single "Ugly", além de uma turnê nacional chamada "DOGMATIC", composta por duas partes: "DOGMATIC -UN-" e "DOGMATIC -DUE-". O projeto se estendeu no ano de 2016 através do lançamento de mais um single, o "Undying", a realização da 2ª world tour da banda (DOGMATIC -TROIS-), uma turnê standing no Japão e a Grand Finale do projeto, que aconteceu em Setembro de 2016. O centro do Project:Dark Age foi o álbum "Dogma", onde a banda se desafiou em buscar a melhor forma de atacar, tentando mostrar ainda mais a agressividade do the GazettE. (12)

15TH ANNIVERSARY
No dia 10/03/2017, a banda fez um live chamado DAINIPPON ITANGEISHA「BOUDOUKU GUDON NO SAKURA」 para comemorar o seu 15º aniversário. O conceito é o começo da banda, época em que eles usavam o nome "Dainippon itan Geisha" (Heresy geisha do Japão) e o logo "ガゼット" (Gazetto). Também foi anunciada a turnê do fã-clube HERESY: "HERESY LIMITED TOUR17 15th anniversary DAINIPPON ITANGEISHA "BOUDOUKU GUDON NO SAKURA", continuação do live de aniversário, e que foi realizada em Abril. A banda também fará o 3º BURST INTO A BLAZE, como parte da comemoração dos 15 anos de the GazettE.

MEMBROS
Ruki (ルキ)
Nascimento: 01/02
Tipo sanguíneo: B

Uruha (麗)
Nascimento: 09/06
Tipo sanguíneo: O

Aoi (葵)
Nascimento: 20/01
Tipo sanguíneo: A

Reita (れいた)
Nascimento: 27/05
Tipo sanguíneo: A

Kai (戒)
Nascimento: 28/10
Tipo sanguíneo: B

-----

Fontes:
As informações foram retiradas de traduções de entrevistas e artigos.
(1) Real Read Vol. 001 (Entrevista com o Ruki)
(2) Fool's Mate - Janeiro de 2004 (Entrevista com a banda)
(3) ARENA 37°C SPECIAL Vol.56 (Entrevista com o Kai)
(4) Fool's Mate - Agosto de 2008 (Entrevista com o Reita)
(5) ROCK & READ 033 (Entrevista com o Ruki)
(6) musicJAPANplus
(7) ROCK & READ 043 (Entrevista com o Kai)
(8) Blog do Reita (27/12/2010)
(9) Club Zy - Setembro de 2012 (Entrevista com o Aoi)
(10) Twitter do Aoi
(11) Ongaku to hito - Novembro de 2013 (Entrevista com o Ruki)
(12) Entrevista com Uruha e Aoi da Vif Music

compartilhe nas redes sociais