16.10.11

Live Report - Kanagawa (13/10/2011)

A yoroshikubitch@LJ postou mais um live report da turnê Venomous Cell em seu livejournal. Dessa vez ela contou alguns acontecimentos do live realizado no dia 13/10/2011 no Kanagawa Prefectural Civic Hall, um dia depois da apresentação de Nagoya. Assim como no primeiro live da turnê que ela foi, ela disse que o assento que conseguiu com os ingressos do Global Fan Club eram muito melhores do que os do Heresy. Para quem não leu o primeiro report, leia a tradução aqui.

Confira abaixo a tradução em Português do 2º report dessa fã, a partir da parte em que ela começa a falar sobre o live.

Live Report
Live Tour 11 VENOMOUS CELL - Kanagawa Prefectural Civic Hall (13/10/2011)

Escrito por: yoroshikubitch@LJ
Tradução Inglês-Português: Ruby/Denise

-----

Para mim, a pior parte de todo live são os 3 segundos que as luzes levam para diminuir e para a introdução começar. A expectativa me mata e faz com que eu queira colidir com uma parede. O SE dessa turnê é ótimo. Enquanto Infuse Into é tocada, nós escalamos uma Tóquio invertida de vários pontos de vista (panorâmico, vista aérea, vertical, horizontal) e basicamente, isso faz com que você sinta que está em queda livre. Então, todos os membros apareceram e iniciaram VENOMOUS SPIDER’S WEB novamente, o que foi previsível, mas quem se importa? O telão atrás do Ruki mostra todos os kanji da letra em uma sequência psicodélica, a única desvantagem é que exige muito fisicamente. Eu já me sentia dolorida antes do live começar. É mais forte do que eu, quando eles me deixam exausta tão facilmente.

Tentarei mencionar coisas novas comparado ao ultimo live que eu fui ao invés de postar um post super longo com spam repetitivo. Algumas coisas mudaram em comparação com o live que eu fui há alguns dias. A primeira coisa, foi que eles tocaram 13STAIRS[-]1. Oh, para com isso. Ruki estava em pé naquele palco feito um mini Jesus, murmurando os números até 12 e cantando a música perfeitamente. O tom da música é tão distorcido e esmagador, que é como um orgasmo auditivo. Foi engraçado, porque mais cedo, eu tinha acabado de pensar que eu mataria pra ouvir essa música ao vivo e eles vão e tocam. E eles a tocaram em vários níveis.

Chijou e UNTITLED foram tocadas juntas. Há momentos pesados e de bate cabeça em Chijou, mas é o tipo de música onde ninguém faz nada a não ser escutar. Eu ainda choro muito em Untitled, especialmente no final. Mas aí Agony começa e é hora de ação novamente, então não tem descanso para chorar a respeito das coisas. Até o intervalo do encore, cada música exigiu muito da platéia e eu sinto como se tivesse acabado de fazer aeróbica, lolol. Todos os pulos, o erguer de punhos, furi e coisas do tipo, não me admira que os fãs deles sejam tão magros.

MY DEVIL ON THE BED se possível ficou ainda mais indecente do que na outra noite, talvez porque a mãe dele não estava lá assistindo o live lol. Quando nós estávamos esperando o live começar, a bottledfreedom@LJ apontou para a bengala do Ruki, que estava perto da bateria do Kai, e sim, ainda parece tão cara quanto o meu apartamento. Eu nunca pensei que o Ruki pudesse fazer tantos movimentos de dança e interpretações com as palavras “Masturbar” e “Sexo no escuro”. Onde ele aprende essas coisas? A dança dele com aquela bengala ainda é incrível. Que garoto burlesco que ele é.

No final de TOMORROW NEVER DIES, Kai continuou tocando. Ele só parou quando as luzes se apagaram e todos saíram do palco. Os chamados para o encore foram muito altos. Muito altos. As pessoas estavam realmente bem empolgadas naquela noite. Eles tinham acabado de se apresentar na noite anterior, então nós não nos importamos com o longo intervalo, tadinhos. Mas eles foram tão bem.

Claro, eventualmente eles voltaram, Reita e Kai, para o RIDE WITH THE ROCKERS. Kai e Reita geralmente batem as mãos, mas Reita errou. Claro, ele tentou disfarçar como se tivesse feito de propósito. As expressões faciais de Kai são incomparáveis a qualquer um, eu juro. Que cara <3 A nova RIDE WITH THE ROCKERS é incrível. A melhor até agora. Tão pesada e eu estou obcecada por um riff de guitarra que tem nela. Se eles mudarem no último live da turnê eu vou morrer um pouco por dentro. Ruki apareceu depois que os outros membros nos apresentaram suas técnicas musicais, e começaram RTU. A linha do baixo é muito mais alta porque o Reita arrasa e isso muda todo o clima da música. Agora eu amo muito mais a versão ao vivo, infelizmente. Em determinado momento, Ruki começou a gritar e eventualmente o “Ingrês” dele foi traduzido como “I am I am I am!”, o que significa Ruder! Eu fiquei muito empolgada, porque essa música é puro fanservice de bate cabeça. Nós estávamos próximas ao corredor, então naturalmente eu e a bottledfreedom@LJ corremos, nos demos as mãos para nos apoiarmos uma na outra e enlouquecemos. Isso foi gratificante. E parece não terminar nunca. Estar bem na frente com os amplificadores na sua direção, o som fica por todos os lados e é estrondoso. É difícil descrever todos os movimentos violentos, mais o som super alto do live. Isso meio que te agarra no momento. A banda toda estava correndo pelo palco a apenas alguns metros de distância, mas nós apenas nos perdemos na diversão. Ótima música ao vivo. Claro, depois de Ruder veio Linda, a música de encerramento. Nada de Kantou! O que? Apesar disso, nós batemos palmas, embora nossos braços estivessem doendo. Como nós estávamos na frente do Aoi, que bate palma de uma forma que insiste que se você não o fizer você é uma pessoa horrível, nós tentamos deixar sair o resto de adrenalina que nós tínhamos. Linda tem tudo. Palmas, furi, bate cabeça, é realmente uma ótima música para fechar qualquer show do Gazette, mas tocá-la também significa que o fim está próximo, o que é triste. Nós fizemos o nosso bate cabeça juntas e participamos do choque físico no corredor feito idiotas, apenas nos divertindo com todo mundo. Quando terminou, eles jogaram as palhetas, baquetas e garrafas de água como sempre, de uma forma que me fez sorrir, porque parecia que eles estavam jogando comida de peixe em um tanque cheio de Piranhas. Os fãs ficam doidos por esse tipo de coisa... Então eles saíram e o show terminou. O staff entrou no palco e foi deprimente o fato de eles não terem tocado a minha música favorita ao vivo, Kantou. Eles tocaram em Nagoya, então eu e a Julia ficamos tipo “Eh? Isso é brincadeira, né?” e a multidão começou a gritar por ela. O pessoal do staff pareceu confuso por um minuto e após os gritos continuarem por cerca de 10 minutos a um volume total, a banda apareceu fazendo tipo '@__@', depois 'O:' e depois ' >8D' e Ruki sorria de um jeito, como se ele tivesse acabado de dominar o mundo. E imaginem só, eles tocaram Kantou para nós! 10 minutos de pura diversão no chão do corredor, nós demos tudo o que nós tínhamos. Ruki se movimentou bastante e abusou tanto quanto quis das garrafas de água. Minha amiga acabou pegando a garrafa de água dele, que foi jogada nela por acidente, enquanto uma garota que estava do meu outro lado acabou encontrando a palheta do Uruha depois de ela ter quicado em seu peito. Seios sortudos?

Kantou é uma música que nunca termina. Eu não consigo me lembrar por quanto tempo nós ficamos no corredor da frente, chicoteando os nossos cabelos e ignorando a nossa necessidade por água. Como nós estávamos muito próximas ao palco, nós também recebemos um pouco do calor das luzes do palco, mas na hora eu suponho que isso não importava lol. O cansaço veio só depois que eles realmente terminaram o show, disseram obrigado várias vezes e foram embora.

O restante pode ser descrito em eventos mais notáveis e curtos, os quais eu postarei aqui no final, para poupar vocês do incômodo.

-Ruki beijou a cabeça do Uruha em Hyena. Ele pareceu contemplá-la por um minuto, antes de decidir se era a melhor escolha para a ação.
- Teve bastante auto moléstia da parte do Ruki naquela noite. Você teria que perguntar o motivo para ele.
- Ruki disse que ele tem um mau hábito de soltar risadas do tipo ‘fufufufu’. Eu nunca tinha escutado ele fazer isso antes. Mas durante os MCs ele ficava fazendo “.....fufufufufufu~” e era adorável <3
- Kai foi jogar sua baqueta, mas deixou uma delas cair. AQUELE SORRISO. É um gênero de entretenimento por si só!
- Por falar no Kai, ele cometeu um erro em uma das primeiras músicas. Ele errou uma batida, mas ainda assim aquilo me fez sorrir.
- Os MCs do Ruki foram ótimos. Ele gosta de fazer os andares competirem uns contra os outros em termos de barulho, ele sabe como levar a multidão.
- A roupa que Ruki está usando no encore tem estampa de leopardo. Alguém está surpreso? xD
- Esse live foi bem próximo e pessoal. Às vezes eu acho que o Aoi procura contato visual de propósito lol.
- Ruki parecia muito mais feliz essa noite <3 Sucesso.
- Eles mudaram algumas coisas. Tipo quando a última música é tocada, eles não saem do palco. Kai fica tocando por um bom tempo e então é o último a sair.
- Com certeza Ruki perdeu peso desde o Tokyo Dome.
- Headache Man não teve roda punk dessa vez, mas a dança foi divertida.

compartilhe nas redes sociais

Comente com o Facebook:

4 comentários:

Shiroki_D disse...

Outro show divertido XD
E obrigada por traduzir ruby, msm eu já tendo lido em inglês /o/

e não tocarem kantou é um pecado msm -QQQ a música que eles mais ficam 'livres" no palco, então acho que é uma música que sempre deve ter presente nos lives /o/

Fiquei mais curiosa com Ride with the Rockers xD

Ruby disse...

É, eu demoreeeiiii pra traduzir esse, porque eu fiquei doente e etc nesse fim de semana, mas... terminei ^^;

Shiroki_D disse...

Mas já melhorou ne? @.@

Ruby disse...

Estou melhor :)

Postar um comentário