5.11.11

Tradução - Aoi e Ruki na TOKYO FM (Parte 2)

Em Julho desse ano, eu tinha traduzido para o Português a primeira parte da entrevista que Aoi e Ruki concederam ao programa Yamada Hisashi no rajian limited F da TOKYO FM.

Além disso, como muitos de vocês devem saber, em Setembro o Best Friends abriu vagas para tradutores Inglês/Português, Japonês/Português e Japonês/Inglês, para quem quisesse participar da equipe do blog como tradutor.

Várias pessoas apareceram interessadas na vaga de Tradutor Inglês/Português e a seleção foi realizada em Outubro, onde eu escolhi 3 pessoas para nos ajudarem com as traduções. Os escolhidos participarão do blog como "Colaboradores" durante um tempo, para que possam ver se eles se adaptam. Se eles quiserem continuar depois desse tempo, passarão a ser Tradutores do Best Friends. :)

Uma das escolhidas foi a Gabi (GMaiden) e o primeiro texto que ela traduziu para o blog foi a segunda parte da entrevista do Aoi e do Ruki para o programa Yamada Hisashi no rajian limited F da TOKYO FM.
As outras meninas eu apresentarei em breve, junto com as entrevistas que elas traduziram.

Lembrando que ainda estamos procurando por tradutores Japonês/Português e Japonês/Inglês. Se alguém estiver interessado, clique aqui para ler as informações e preencher o formulário.

Leiam abaixo a tradução em Português da parte 2 da entrevista com Aoi e Ruki. Muito obrigada Gabi, pelo esforço em traduzir essa entrevista tão grande e boas-vindas ao blog também!
Espero que gostem e que agradeçam a ela pelo trabalho!

Para quem não sabe onde baixar o áudio desse programa de rádio, entre aqui.

Aoi e Ruki no programa Yamada Hisashi no rajian limited F - TOKYO FM [27.05.2011]
Parte 2 (No áudio, começa a partir de 31:36)
(Parte 1 | Parte 2 | Parte 3)

Tradução Japonês-Inglês: ruki_candy@LJ
Tradução Inglês-Português: GMaiden

-----

Y (DJ Yamada Hisashi): Essa é a Yamada Hisashi’s Radio Unlimited Friday. Essa noite nós estamos recebendo como convidados o vocalista Ruki-san e o guitarrista Aoi-san, do estrondoso the GazettE! A apresentação foi boa?
R (Ruki): Muito boa. Pareceu como em uma entrega de prêmios.
A (Aoi): *risos*
Y: Mesmo? Parecem não ser nada mais que o Ruki do Tomo Sankaku e o Aoi imitador da presidente da empresa...
A & R: *risos*
Y: Tudo certo, não?
A: Vamos deixar isso pra você *risos*
Y: Bem, dando continuidade, o segmento especial desta noite é este.

[QUIZ – Primeira Vez Q]
Y: É Q. Você e Q. É isso. Pra falar a verdade, quando escutamos que o the GazettE estava vindo, os staffs do programa foram e entrevistaram algumas pessoas comuns.
R: Wow.
Y: Bem, portanto essa deve ser a primeira vez do the GazettE fazendo algo assim, nós vamos dar a vocês um quiz sobre várias situações de “primeiras vezes” das pessoas que nós entrevistamos. Bem, deixando mais claro, nos vamos escutar as experiências de primeira vez dessas pessoas, e vamos tentar adivinhar as respostas...
A: Ooooh.
Y: Desculpe, estou pedindo a vocês para mostrarem interesse nisso.
A: Okay. *risos*
Y: *risos* Eu realmente sinto muito, levando em conta que vocês não teriam nenhum interesse nisso. Bem, a primeira pergunta é de Shibuya...
R: Sim.

[[ Entrevistado 1: Meu nome é Shota [Nota da tradutora Japonês/Inglês: Esse é o cara cuja voz parece MUITO a do guitarrista do Golden Bomber, Kyan Yutaka], 21 anos. Eu sou um estudante... um universitário. Estou no meu terceiro ano, sou de Tokyo.
Q: Você tem uma namorada?
S (Shota): Não, não tenho.
Q: Por quanto tempo você está solteiro?
S: Desde Junho do ano passado.
Q: O que fez vocês se separarem?
S: Foi a diferença na musicalidade.
Q: Eh? Você toca?
S: Sim, eu toco. Guitarra também.
Q: Ah, então é isso.
S: Bem, tocar em uma banda não é meu emprego fixo, eu gosto mais de fazer barulho.
Q: O que você é encarregado de fazer (na banda)?
S: Eu sou encarregado de animar a plateia. *bufa*
Q: E como você os anima?
S: Tipo: “Uoooo~ Uooo~” *risos*
Q: Então eles ficam animados com isso?
S: Bem... sim, eles ficam.
Q: Agora eu vou perguntar sobre algumas das suas primeiras vezes. Qual foi o primeiro CD que você comprou?
S: O primeiro CD que eu comprei... foi uma compilação do Led Zeppelin
Q: E quando você comprou?
S: Quando eu estava no Ginásio [5° - 8°]?! Não sei, não consigo lembrar. Bem, eu o comprei porque achei a capa erótica. ]]

R: A capa era erótica?!!
A: *risos*

[[ Shota: Haviam seios.
Q: Então você tem interesse nisso? ]]

R: Zepp… Tem certeza que não era um DVD?!
A: *risos*
Y: Ele disse que a capa era boa. *risos*

[[ Shota: Não é estranho assim. Não é nada. *risos*
Q: Qual a foi a primeira celebridade que você viu?
S: Ahh... eu acho que foi Miyazaki Aoi [Atriz, fez o filme do famoso mangá NANA], ou Tamori [Conhecido como um dos três maiores comediantes do Japão]? *risos* Se foi Miyazaki Aoi, então deve ter sido no primeiro ano do Colegial. Eu a vi em Daikanyama.
Q: Então… o que você fez? Ela estava tratando de assuntos pessoais ou…?
S: Eu acho que eram assuntos pessoais.
Q: E como ela era?
S: Bem, ela era bonita. *risos*
Q: Você a chamou ou algo assim?
S: Não, não conseguiria fazer algo assim.
Q: Qual foi a primeira coisa cara que você comprou?
S: Cara? Acho que foi meu instrumento.
Q: Que instrumento?
S: Comprei um baixo.
Q: E quanto foi?
S: Por volta de 210.000 yen [Aproximadamente 4,866 reais]. Foi de uma empresa japonesa chamada “Momose”.
Q: Você deu um nome a ele?
S: Mo... eu chamava de Momo-chan. *risos*
Q: De Momose? A propósito, quando foi a primeira vez que você teve uma namorada?
S: Aah... eu acho que foi no segundo ano do Colegial [Ensino Médio]. *risos*
Q: Quem se confessou primeiro?
S: Ela se confessou primeiro.
Q: Ela se confessou pra você, que tipo de garota ela era?
S: Mais velha que eu.
Q: E o nome dela?
S: Aah, eu não posso lhe dizer.
Q: Com que pessoa famosa ela se parecia?
BANG BANG BANG!! ]] [Aqui a entrevista é pausada para que eles possam tentar adivinhar a resposta]

R: Para aqui?
A: Uooooh!!
Y: Bem, me desculpe, foi uma entrevista estúpida.
A: *risos*
Y: Fiquei surpreso!
R: Foi realmente... CHOCANTE!
Y: Certo?
A: Sim, foi um choque.
R: Eh?
Y: Ele se separou da namorada por causa da diferença na musicalidade. Porém, quando perguntamos qual era sua função na banda, ele disse que era animar a plateia. Então não é musicalidade, certo? *risos*
R: *risos*
Y: Então, eu realmente não entendi seu gosto pra música. “Porque você comprou o CD?” Ele disse que foi porque a capa era erótica. Os seios na capa eram eróticos...
A: *risos*
Y: Pois é.
A: Heee? *suspira*
Y: Mesmo ele sendo esse tipo de pessoa, ele parece bem sério em relação a música. Até comprou um baixo de 210.000 yen.
R: Verdade.
Y: Não é como se pessoas normais comprassem instrumentos desse preço.
R: Ele é inesperadamente sério, não é?!
Y: São 210.000 yen. Por favor tente lembrar, você não compraria um instrumento desse preço naquela época, não é?
R: É como “Tanto pra isso?” [Dinheiro para um iniciante]
Y: Não é? Ele é bem sério. Entretanto, sobre a sua namorada, parecia que ele não queria falar sobre ela. Aqui vai uma pista, quando perguntamos “Que tipo de garota ela era?”, ele respondeu que ela não era bonita.
A: Eeeh?!
R: Ela não era bonita...
Y: Aham. Que tipo de pessoa famosa ela se parece? [A pergunta que eles terão que adivinhar]
R: Bem, ele disse que ela não era bonita... Você quer que nos façamos uma comparação disso com alguém e lhe dê uma resposta?
*gargalhadas*
Y: Esse é o motivo… Há outra pista: ela não parece uma mulher.
A: *risos*
R: Ah entendi!
Y: É lamentável... vocês vão se surpreender.
R: Essa é uma boa pressão desse trabalho? Eu me pergunto...
A: *risos*
Y: O nosso enigma anda com uma espécie de enxada.
A & R: Uma enxada?!
Y: Ele disse que era quase impossível sair com uma mulher que parecia um homem assustador.
A: Quem é esse cara?!
R: Me pergunto se ele veio de fora...
Y: Eu definitivamente não gostaria de sair com esse tipo de pessoa.
R: Sério?
Y: Sim. Bem… *risos* o primeiro beijo dele foi com essa garota, esse é o porquê.
R: Hm. *risos*
Y: Honestamente, seria impossível pra mim. Ela não é só parecida com um homem, mas com um homem assustador. Vocês pensaram na resposta?
R: Se você diz isso, eu só posso imaginar uma pessoa.
A: Se você fala em um homem assustador, só tem como pensar nessa pessoa.
Y: Devemos começar com a resposta do Aoi-san, então?
A: O nome dele é escrito desse jeito? [Mostra o papel com a resposta]
Y: Aaaah! É um ator japônes, não?
A: Sim.
Y: Esse tipo de pessoa, mesmo que elas carreguem enxadas, não parecerão assustadoras, certo?
A: Eh, então não é uma pessoa??
Y: Eh? Eu acho que é sim, mas eu me pergunto se ele [O homem com que a namorada se parece] realmente existiu.
A: Espere um pouco, ahm?
Y: As pessoas se perguntam se ele é real. Pra mim… eu gostaria de acreditar que ele é. Mas eu me pergunto se alguém o viu realmente.
A & R: *risos*
Y: Por causa disto, esse ator é...
A: Ah, tudo bem se a minha resposta só se aproximar da correta?
Y: Bem se for bem próxima...
A & R: Eeeh?
Y: E você Ruki-san, o que você escreveu?
R: Eh, eu não acho que minha resposta tenha chegado perto. [Mostra o papel]
A: *risos*
Y: Ah, certo. Essa pessoa não é alguém a quem você pode ser apresentado. A resposta não é algum tipo de yakuza. Então não é assim.
R: Então não é esse, né?
A: Mas é um homem, certo?
Y: Sim, é um homem.
R: Um homem que realmente existiu?
Y: Oh! Sim, existiu!
R: Realmente...?
Y: Sim, foi dito que ele realmente existiu.
R: Então ele existiu mesmo.
Y: Sim, sem dúvidas. Bem, não seria ele alguém que você teria a chance de conhecer? Ele é muito famoso, mesmo no mundo.
R: Eh?
Y: Sim. Isso parece provocação.
A: *risos*
Y: Esse é o motivo pelo qual se acostumar ou sair com uma garota assim é...
R: Provocação?
Y: Enfim, foi dito depois que ela é só uma garota com quem ele saiu.
R: Ele [Continuam falando do “personagem”] é do Japão?
Y: Japão? Eu não acho que seja.
R: Não?
Y: Ele não era do Japão, mas ele usava espadas.
*gargalhadas*
Y: Ele tinha esse tipo de imagem.
R: Eh?
Y: Minha idéia sobre, é que ele não é do Japão, mas ele usa coisas com formato de espadas.
R: Formato de espada?
Y: O formato era algo assustador, entende?
A: Aaah…
R: Aah, o que é isso, eu entendi, mas me pergunto sobre o que é isso tudo.
Y: Bem, antes de Monster Hunter se tornar popular, por exemplo no PSP, todos jogavam games normais, até músicos?
A: Sim sim sim.
Y: Ah, você jogava. Eu cheguei a ver isso no Twitter. Coisas como essa… me pergunto se Ruki-san teve a oportunidade de jogar esse game. Algumas vezes eu via o Twitter do Nishikawa Takanori-san [T.M. Revolution, Abingdon Boys School] e pensava “Ah, ele está jogando de novo”.
A & R: Ahm?
Y: Como esperado as pessoas se uniram ao jogo, para travar batalhas e coisas assim.
A: Esse “personagem” é pouco atraente, não?
Y: Pouco atraente... bem, se fosse em uma garota a aparência seria pouco atraente, realmente, mas em um homem seria legal.
A: Legal?
Y: Não seria legal em homem? Ou melhor dizendo, seria um visual poderoso.
R: Aparência poderosa, huh.
Y: Mesmo de acordo com a história, não há dúvidas.
R: Espere, espere. É ótimo as pistas terem chegado nesse ponto.
Y: Essa garota parecia com esse “personagem” e ainda estava na mesma banda que ele, ele não é um pouco incrível?
A: Você quer dizer que um tipo que poderia estar em uma banda?
Y: Em uma banda, com visual forte e um tipo que poderia tomar a frente.
R: Ooo...
Y: Pareceria que vocês tem muitas pessoas na banda só tendo essa pessoa nela. *risos* talvez como se fosse... três pessoas?
R: Esse “personagem” apareceu em Kinniku [Kinnikuman, um mangá de luta]?
Y: Oh! Kinnikuman? Espere, Kinnikuman? Não, eu não acho que ele tenha aparecido.
R: Então ele não apareceu em Kinnikuman?
Y: Qual foi o seu palpite?
R: Bem, eu acho que ele parece com o Mongolman [Um lutador, do mangá Kinnikuman também].
Y: Aaah! Não é esse.
R: Hmmm.
Y: Sim, mas o país aproximou-se do país de origem do nosso “personagem”. Foi feito em quadrinhos, não?! Em quadrinhos e também em jogos.
A: Eu posso acabar dizendo algo bem estúpido.
R: Eh?
A: Eu não sei o kanji de “navio”. *risos*
R: Hahahahaha *risos* Navio?
Y: Navio? O que você quer dizer? Mas isso... [Aoi mostra algo a ele no papel]
Y: Aah! Esse personagem é de um quadrinho também, certo?
A: Ooh.
Y: Talvez o capitão desse navio... hm, você conhece ele?
A: Talvez não.
Y: Certo?
A: Ah, na realidade eu o conheço.
Y: Você conhece?
A: Eu tenho a sensação que sim.
Y: Sério? Ele é da Ásia.
R: Ah, entendi!
A: Ásia??!
Y: Como esperado até certo ponto, Shota-kun saiu com essa garota no Japão, então seu traços não poderiam ser muito diferentes. [Dos asiáticos]
R: De repente, eu mudei de idéia...
Y: Sério?
R: Ásia, não é?! Ásia…
Y: Eh? Então devemos escutar a resposta correta?
R: Sim. É realmente difícil!
Y: Então Shota, que tipo de garota ele saiu? Vamos ver.

[[ Q: Com que pessoa famosa ela parecia?
S: Eeh? Ela parecia o Guan Yu (um dos maiores guerreiros da China Antiga). ]]

*gargalhadas*

[[ S: Aquele personagem do Songoku, Guan Yu.
Q: Que parte exatamente?
S: Hum... seu rosto? O rosto inteiro.
Q: Que tipo de rosto Guan Yu tem?
S: Eh? É como um “tio com barba”.
Q: *risos* Crescia barba nela?!
S: Não, não crescia. Mas por alguma razão a aura que ela transmitia me fazia sentir que sim. Como um comandante militar.
Q: Que parte dela você gostava?
S: Eu não gostava dela.
Q: Então por que você saiu com ela?
S: Quando ela me disse algo, e eu achei muito legal. *risos*
Q: Então, quanto tempo você saiu com ela?
S: Aah, não mais que um ano? Talvez... no início do desse ano nós terminamos.
Q: A propósito quando foi o primeiro encontro de vocês?
S: Karaokê; Foi no Karaokê.
Q: Quando foi o primeiro beijo?
S: Na verdade eu fui atacado.
Q: Ela que começou?
S: Sim ela começou;
Q: Foi dentro do box do Karaokê?
S: Sim, foi dentro do box.
Q; Que tipo de sentimentos você teve?
S: Eh? Eu fui “consumido”. ]]

*gargalhadas*

[[ S: Foi por isso que eu pensei que a palavra “atacado” era um bom jeito de descrever.
Q: Mas você foi beijado, como se sentiu?
S: Eu pensei, “Uwaaa!”
Q: Você não gostou?
S: Não, não gostei. ]]

Y: Com o que foi dito...
A & R: Entendo.
Y: Igual ao Guan Yu do Songoku.
A: Songoku, hm? Eu não o conheço muito bem.
Y: Isso foi um shock.
A: Sim
Y: Ele disse que foi de repente atacado em seu primeiro encontro.
R: Nós deveríamos ter percebido quando você disse que o Nishikawa-san tinha jogado.
Y: Nishikawa-san joga vários tipos de jogos, como Military Commander Songoku, e também Sengoku Basara.
A & R: Aaaaaaah...
Y: Eu também não sei muito sobre a história, mas quando eu o vi em Songoku, pensei “Ele realmente saiu com uma pessoa assim?” ou “ Se fosse com essa pessoa, seria impossível ter um encontro”.
R: *risos* Esse cara foi incrível.
Y: Não foi? Apesar de que eu acho que é realmente bom ser capaz de sair com esse tipo de garota. E vocês, Aoi-san e Ruki-san, seus palpites estavam certos?
R: Acabou sendo diferente.
A: Foi diferente.
Y: Foi assim, vocês não conseguiram captar a intuição dos outros membros e responder?
A & R: Não conseguimos, huh?
Y: Como se estivessem desconectados, mesmo tocando juntos... o tempo para responder a pergunta sobre aquela garota terminou. Porém, como esperado, não podem haver duas garotas que pareça, Guan Yu, certo?
A: Guan Yu...
Y: Seria como sair com o Ryubi [Um robô, do anime Gundam]
A & R: *risos*
Y: Tudo bem pra vocês?
R: Eu acho que nós poderíamos ser amigos.
Y: Verdade. Não sairiam para um encontro, mas seriam bons amigos, huh? Uma forte amiga. Bem agora vamos para o próximo, eu gostaria de apresentar uma música. Você pode, por favor, apresenta-la? Qual música vai ser?
R: Ok. Essa também é uma música do the GazettE.
Y: Oh! Vamos receber coisas boas novamente!
A: *risos*
Y: Está bem?
A: *risos*
R: É hora de mostrar.
Y: Eh? Vamos tocá-la até a intro?
A: *risos*
R: Ee...se você puder, eu gostaria que tocasse até o final.
Y: Está mesmo tudo bem?
R: Sim, está.
Y: Realmente? Espere… você não vai ser como um traidor ou algo assim?
R: *risos* Ninguém está fazendo isso.
Y: *risos* Você notou? Notou essa coisa importante? Bem, então apresente a música.
R: Sim, essa é BREAK ME do the GazettE.

... (BREAK ME) *toca*

Y: Bem, então vamos continuar. Vamos escutar os entrevistados em Shibuya.


[[ Garota: Eu sou Miku, tenho 21 anos. Err, eu sou uma universitária terceiranista.
Q: De onde você é?
G: Eu sou de Yokohama.
Q: Você tem algum hobby?
G: Eu gosto de ler histórias em quadrinhos.
Q: Existe algum quadrinho que você gostaria de recomendar?
G: Hachikuro... Honey and Clover. Porque são coisas que podem acontecer com você.
Q: Então... Qual sua comida favorita?
G: Minha comida favorita é ramen.
Q: Que tipo de ramem?
G: Tonkotsu ramen. [Ramen de carne de porco]
Q: A propósito, você está namorando?
G: Não, não estou.
Q: Quais são as suas celebridades favoritas?
G: Minhas preferidas? Ah, Tsukamoto Takashi. [Jovem ator muito talentoso, que participou de uma infinidade de seriados e filmes.]
Q: O que você gosta nele?
G: Ele é legal, muito legal.
Q: Bem, agora gostaria de perguntar sobre suas experiências de primeiras vezes. Quando foi a primeira vez que você teve um namorado?
G: Err, no primeiro ano do Ginásio.
Q: Como era o nome dele?
G: O nome? Era Shota-kun.
Q: Shota-kun? Com que celebridade ele parecia?
G: Ele parecia com Komoto (comediante) do Jikacho (programa de comédia).
Q: Você se confessou primeiro?
G: Sim.
Q: O que você disse quando se declarou?
G: Nada de diferente, eu disse “Eu gosto de você” por email.
Q: Você se declarou por email?
G: Sim.
Q: E qual foi a resposta?
G: Acho que foi um “Sim”.
Q: A partir disso por quanto tempo vocês saíram?
G: Eeh... eu acho que foi 4 ou 5 meses.
Q: A propósito, o que gostava nele?
G: Ele parecia interessante.
Q: Bem, então quando e onde foi o primeiro encontro de vocês?
G: Primeiro ano do ginásio, nos fomos a Chinatown. Como esperado, porque era perto e parecia um local para encontros, então fomos lá.
Q: Qual foi a sua primeira lembrança do encontro?
G: Ah, foi um pouco vergonhoso, nos não falamos muito, e eu pensei “Isso é ruim”. *risos*
Q: Quando e onde foi seu primeiro beijo?
BANG BANG BANG]] 

R: Uwaahh.
Y: Então foi isso.
A: Ah, eu estive pensando em coisas completamente diferentes.
Y: Eh? O que você quer dizer?
A: Não...
Y: Como eu pensei, isso o lembrou do seu primeiro amor?
A: Não, bem, diferentes coisas. *risada nervosa* Meu coração está pulsando.
R: *risos*
Y: É uma coisa boa, definitivamente. Foi significativo, como o despertar de um amor. Ela, mesmo envergonhada, tentou falar o nome do seu ex-namorado.
R: Sim, sim.
Y: É uma coisa boa.
A: Eu que estava envergonhado!
Y: Ela respondeu uma pergunta que é como um segredo, não é? Então, a pergunta é essa: Onde e que tipo de beijo foi?
R: Quando uma coisa como essa vira uma pergunta, é difícil, não?
Y: Ah, esplêndido! Mas eu sinto que Ruki-san pode desvendar isso!
A: *risos*
Y: Sim, vendo pela perspectiva da garota, não foi uma pergunta fácil para responder.
R: Concordo, desde o início, estive pensando que não vai ser bom se for alguma lembrança profunda ou amarga.
Y: Ah, mas essa é a Miku-chan de 21 anos, agora são circunstâncias diferentes. Se você perguntar como foi o seu primeiro beijo, de alguma forma a história vai ser um pouco diferente [Da época que a lembrança realmente aconteceu]. Bem, bem, bem, você experienciou um beijo incomum? É hora pra resposta de vocês.
R: Hmmm. Não teve algo como um beijo incomum...
Y: Algo como, você ter confundido a pessoa com outra, ou de repente aconteceu, como “Ehh, que tipo de cumprimento foi esse?”.
A: *risos*
Y: Bem, coisas como essas acontecem no exterior, certo?
R: Sim, sim.
A: O primeiro beijo e o primeiro encontro deles tem alguma relação? Ou foi em outro encontro?
Y: Não está relacionado com o primeiro encontro. O primeiro encontro e o primeiro beijo aconteceram em diferentes ocasiões.
A & R: Uh, uh.
Y: Por exemplo, com os pais.
R: Pais? Ah...
Y: Existem coisas como essas, não? Em condições normais, por exemplo, normalmente quando você é criança, sua mãe lhe beija. E se foi assim? Por isso o primeiro encontro e o primeiro beijo devem ser pensados separadamente.
R: Entendo. Mas sendo dito isso, hmmmm. Eh?
Y: Fica um pouco difícil.
A: Isso... Não seria meio clichê o primeiro beijo ter sido com o pai?
Y: Não é assim. Bem, ela tem 21 anos, não? O seu primeiro beijo deve ter sido quando ela era estudante, mas ela fez isso com um namorado?
R: Ah, entendi, entendi!
Y: Por favor.
R: O-sama game. [É um jogo onde cada pessoa tira um palitinho, que são numerados de 1 pra cima, quem tira o maior vira o O-sama (que quer dizer Rei), podendo ordenar as pessoas participantes a fazer o que quer. É jogado depois de rodadas de bebidas, e o objetivo é constranger e introduzir um pouco de obscenidade ao jogo]
Y: Era um pouco cedo demais para um O-sama game, desculpe.
A: *risos*
Y: Primeiro ano do ginasial, muito cedo. Espere *risos* nesse caso você pode ser dito a beijar uma pessoa completamente desconhecida.
R: Isso. *risos*
Y: Isso... naquele tempo ela tinha entre 16 e 17 anos, uma coisa como essa era possível? Um jogo como esse?
R: Pergunto-me se era possível.
Y: Certo? O que será isto. Então quer dizer que depois do beijo... hm, o que quer dizer...
A: Eu realmente não faço idéia!
R: Naquele tempo ela tinha um namorado...
Y: Primero ano do ginasial. Um namorado. Talvez esse namorado não fosse alguém que a beijasse constantemente. Você sabe, as regras da escola, são mais como uma condicional, não? Ela também não tinha um irmão mais novo. Bem, poderia acontecer com alguém que não era o namorado, ou que você se declare depois de um beijo. É o que eu acho.
R: Ah, entendi
A: Entendeu?
R: Sequestro.
A: *suspira* Esse tipo de coisa...
Y: O que você quer dizer?
R: Bem...
Y: Ah entendi, então antes do sequestrador pegá-la, ele pegou os seus lábios?
R: *risos*
Y: Isso é... que tipo de dorama é esse?!
R: *risos* uwah, isso é realmente difícil.
Y: Difícil? Bem então, primeiro, você consegue adivinhar como foi o sabor do beijo?
R: Uh.
Y: Eu acho que você consegue responder. E inesperadamente, o beijo não foi ruim.
R: Ah, eu entendi.
Y: De preferencia, tente pensar em um gosto que tenha uma imagem fofa. Que tipo de sabor foi?
R: Acho que foi doce e azedo.
Y: Doce e azedo? Oh! Doce e azedo!
R: Como o gosto de um morango...
Y: Oh! Maravilhoso! Você acertou. Morango, certo?
R: Acertei.
Y: Oh! Você fez muito bem adivinhando o gosto.
R: Foi isso mesmo?
Y: Sim, o primeiro beijo teve gosto de morangos.
R: Então o parceiro dela estava usando algum produto para os lábios.
Y: Aah, talvez seja o contrário. Mas como isso está relacionado com a garota? Esse beijo doce e azedo?
R: Eeh, doce e azedo
Y: Eu acho que você consegue, dessa vez.
R: Foi com um senpai [Um colega de escola mais velho] dela?
Y: Seu senpai! Aah, eu não sei qual era a série do garoto, então o relacionamento não foi particularmente com um senpai. Que tipo de relacionamento foi esse?
R: Não foi com outra garota, foi?
Y: Não foi!
A; Isso é errado!
Y: Foi um garoto.
A: Eeh... gosto de morango, não foi isso.
Y: Gosto de morango, doce e azedo. Porque ela pensou nisso como uma memória doce e azeda?
R: Aaah, isso é mortificante! Eu não faço idéia.
Y: Aqui vai a resposta correta.

[[ Q: Quando e onde foi seu primeiro beijo?
G: Eeeh... *risos* No primeiro ano do Colegial [Ensino Médio].
Q: O garoto era alguém com quem você saia?
G: Não, nós não estávamos saindo.
Q: Então você beijou alguém com quem não estava saindo?
G: Sim. *risos* Ah, isso é vergonhoso!
Q: Como foi?
G: Bem, eu me senti desconfortável, foi lamentável.
Q: Que sabor tinha o beijo? Ou a impressão?
G: Tinha gosto de morango. *risos* ]]

Y: Então foi assim.
A & R: Aaah...
Y: Ela disse que foi um pouco desconfortável.
A: Sim, meio desconfortável.
Y: Cada um deles tinha tal sentimento, e sem se declarar eles se beijaram. A partir disto começaram sair.
R: Aaaah.
A: Eles começaram sair depois do beijo?
Y: Sim, o beijo foi o inicio de tudo.
A: Existem coisas como essas no relacionamento dos adultos, não?
Y: Eeh é isso então?
A: *risos*
R: Isso não é romântico?
Y: Você só queria dizer algo legal?
A: *risos*

... (Pausa para o comercial)

Y: Essa é a Yamada Hisashi’s Radio Unlimited Friday. Essa noite nós temos como convidados Ruki-san e Aoi-san do the GazettE. Ah olhe, nós chegamos a esse ponto sem nem falarmos do novo single.
R: *risos*
A: Nós temos, não temos? [Que falar sobre]
Y: É possível, certo, Aoi-san?
A: Hmmm. Certo.
Y: Mesmo pensando que você veio para fazer promoção.
A: Bem, já está tudo bem
Y: Olhe! Ele disse aquilo muito rápido. Eh, Aoi-san disse isso, mas para Ruki-san está tudo bem se fizermos um pouco disso aqui. [Promoção]
A: *risos* Bem, se você nos deixar fazer um pouco.
Y: Aoi-san definitivamente estava querendo fazer promoção desde o início. *risos* Mas é melhor se nós não sairmos muito da programação. [Do script da rádio]
A & R: *risos*
Y: Os quizzes são bem difíceis. Vocês só fizeram isso para a promoção, não foi? *risos* Então, o the GazettE lançou um novo single em 27 de Maio, VORTEX! *palmas*
A & R: Muito obrigado.
Y: Agora nós vamos falar bastante sobre isso.
R: Eu quero fazer isso o mais rápido possível.
Y: Por favor, tente lembrar mais uma vez do momento quando VORTEX “nasceu”.
R: Naquele momento eu estava em casa, apenas tocando meu violão como sempre.
Y: Claro.
R: E repentinamente já era manhã.
Y: Ah, já era manhã de novo?
R: Sim.
Y: Então sua memória dessa música é algo que foi criado em uma manhã?
R: Não, foi criado em uma noite, mas realmente a terminei depois do horário do almoço.
Y: A parte principal foi feita nessa hora? Em ordem?
R: Não, comecei a fazer a música pelo refrão e o resto foi criado a partir disso.
Y: A partir desse ponto foi feita em um tempo curto?!
R: Hm, o início também foi feito em um tempo curto.
Y: Você fez isso até certo ponto, e então deixou Aoi-san ouvir, não foi? Como foi, Aoi-san, você lembra quando escutou pela primeira vez?
A: Eu achei que era legal, mas... bem, teve várias coisas.
Y: A partir desse ponto?
A: Sim, desse ponto nós separamos as partes, e o processo geral foi bem fácil.
Y & R: *risos*
A: Não não, eu quero dizer que quando tentamos fazer a mixagem nervosamente e ouvi-la, percebi que ele realmente se esforçou.
R: *risos*
A: Foi como um soco.
Y: Foi realmente como um soco? Ouvir a música...
A: Bem, da primeira vez que tentamos separar as partes, não foi realmente assim.
Y: Ah, foi assim? Eu realmente não entendo muito sobre isso. Criar músicas com uma banda é como criar laços, então eu fiquei “Hooaah!” a guitarra do Aoi-san também foi feita desse jeito, certo, de um jeito que só você poderia fazer.
A: Sim, nós a escutamos no início, nos esforçamos, e então tentamos colocá-la no limite.
Y: Certo, tipo “Como vamos fazer isso de novo?”
A: Sim, “Como devemos fazer isso?”
Y: Eeh... Ruki-san, você também tem esse tipo de imagem, quando você está testando a música, talvez seja diferente do Aoi-san, você tem esse tipo de pensamentos?
R: Não, porque nós temos reuniões para seleções das músicas, todos os membros e também os diretores estão envolvidos.
Y: Todos escutam as músicas.
R: Sim, e nós damos as explicações e detalhes. Até porque eu não sei tocar guitarra realmente...
Y: Ah, porque não é realmente algo que você tenha muito conhecimento.
R: A música foi apresentada em forma acústica, as minhas mãos estavam assim [Estava nervoso, acho]. De qualquer forma, eu tentei meu melhor para tocar a música de um jeito que eles pudessem realmente escutar, e então...
A: *risos*
Y: Como “Depois disso eu realmente conto com vocês!”.
R: Sim, depois disso eu confiei o resto a eles.
Y: Mas ser capaz de fazer isso em uma banda é muito bom, não?
A & R: Bem, realmente.
Y: E isso é o que você escutaram antes, VORTEX do the GazettE, uma música muito legal e explosiva. Eh? Espere (ele recebe alguma informação). O que é isso… nós não tínhamos escutado essa informação nos primeiros 30 minutos de programa. Aah... é isso? Bem, então não é uma coisa boa. Vocês realmente vieram aqui somente pra fazer quizzes? Por que os dois não falaram alguma coisa?
R: *risos* Porque nós dois estamos na mesma banda?!
Y: Certo, certo. Do que você está falando? Esse é uma parte do trabalho de vocês, GazettE, GazettE. No entanto, é isso: Em 31 de Maio e 1° de Junho, eles iram tocar em Zepp Nagoya! *palmas*
A: Muito obrigado.
Y: Vai começar logo, não é?
R: Sim, em breve.
Y: Certo. Novamente as pessoas de outros países estarão esperando também.
A & R: Sim sim.
Y: Os membros têm diferentes formas de animar o público?
R: Como esperado em locais diferentes...
A: Hmmm há algumas diferenças.
Y: Como “Todos você estiveram esperando?”, acho que são coisas assim.
R: Nós vamos de acordo com o humor deles, se estão calmos ou aconchegantes...
Y: Ah, é isso! De acordo com o humor deles.
R: Hmm. Há coisas como essa, e quando começamos é como um BAM!
Y: Vocês têm algumas pausas. Nós vimos isso em Tokaido, mas e em Sapporo?
R: Sapporo foi realmente aconchegante. Quando nós fazemos a Heresy tour também, nos podemos sentir a gentileza.
Y: Eeh... e os dialetos? Houve vezes quando você fez o MC e se tornou algo desinteressante porque as pessoas não conseguiam entender, enquanto em Kansai as pessoas conseguem entender...
R: Aaah...
Y: As coisas que geralmente fazem as pessoas rirem.
R: Kansai não é difícil, mas Tokyo [É um lugar difícil, por isso] não pode ser a parte principal das turnês.
Y: Oh?!
R: É inesperado. Para um primeiro live de uma turnê é bom, mas eu não sei por que não é bom para uma parte principal. [Tocar em Tokyo]
Y: Realmente inesperado, porque em Tokyo você tem que manter as pessoas o tempo todo animadas.
R: Há muitas pessoas em Tokyo, não é? Há também muitos artistas.
Y: Você precisa fazer mais que o normal para capturar a atenção deles.
R: Hm.
Y: Eeh... como esperado, é assim. E você Aoi-san? Você também tem a mesma impressão?
A: Verdade, Tokyo é assim, mas Osaka me dá uma impressão diferente.
Y: É?
R: Aaah, definitivamente. Nos lugares grandes.
Y: Mesmo sendo assim, vocês foram capazes de tocar no Tokyo Dome.
R: *risos*
Y: Não há lugar maior que aquele.
A: Sim sim.
Y: Mas mesmo agora Tokyo é rigorosa, não é?
A & R: *risos*
Y: Nós deveríamos estar falando disso? *risos*
R: Não é a parte importante.
Y: Mas ainda assim, por favor, façam aquilo de novo em Tokyo. Bem, então, apresentem a próxima música!
R: Eh, desculpem, mas é de novo a mesma. Tudo bem falar isso?
Y: Não é “de novo”, mas para as pessoas que não puderam escutar no início.
R: Aah, tudo bem, para as pessoas que ainda não a escutaram! Isso é bom.
Y: Certo. Isso é comum em rádios, você não precisa se desculpar por tocarmos a mesma música. É para as pessoas que ainda não a escutaram.
R: Entendi!
Y: Para as pessoas que acordaram agora.
R: Está tudo bem, por causa da sua ajuda.
Y: Tudo bem. Essa é a música principal (do single), não é?!
R: Ah, é sim!
Y: Sim sim, O que está dizendo? Não é bom tocá-la mais uma vez?
R: Bem, então vou fazer alguém chorar tocando essa música.
Y: Vamos lá.
R: Por favor, escutem, VORTEX do the GazettE.

... (VORTEX)

[...Continua]

compartilhe nas redes sociais

Comente com o Facebook:

4 comentários:

Shiroki_D disse...

oooh, isso foi... muito random xDDD
Essa parte da entrevista.

E muito bom trabalho, essa entrevista é gigante, eu não esperaria algo tão grande assim pra uma pessoa traduzir logo de primeira, mas muito bom msm /o/

Espero que dê tudo certo e boa sorte nas traduções Gabi /o/

Sharm disse...

Muito boa a tradução, parabéns! >.<

gmaiden disse...

Obrigado! ^-^ ~

Anônimo disse...

Ruki e Reita namoram? Acabei de conhecer a banda :P

Postar um comentário