27.11.11

Trechos da entrevista do Reita & Kai Bass/Drums Book

A @hakitaruntrans traduziu alguns trechos da entrevista que o Reita e o Kai concederam à revista especial "the GazettE Reita & Kai BASS/DRUMS BOOK". É bem curtinho, mas eu achei interessante compartilhar aqui para quem não pôde ler em Inglês. Leia abaixo:

the GazettE Reita & Kai BASS/DRUMS BOOK
Trechos da entrevista

Tradução Japonês-Inglês: @hakitaruntrans
Tradução Inglês-Português: Ruby/Denise

-----

Qual foi a primeira impressão que vocês tiveram um do outro?

Reita: O the GazettE tinha sido formado há um ano e o nosso baterista desistiu. Ruki estava nos pressionando para aceitar o Kai como novo baterista. Eventualmente eu participei de uma session band junto com o Kai na casa de shows Uwasa Narcissus. Mas a primeira vez que nos cumprimentamos não foi legal! Eu só disse “Bom dia” para ele.
Kai: Eh? Você disse isso quando nós nos encontramos na entrada da casa de shows?
Reita: Sim sim.
Kai: Eu não acho que eu disse alguma coisa. Ruki nos apresentou. Ele disse algo do tipo “Esse é o nosso baixista”. E eu disse “Ah- Hey”.
Reita: Nãoo- Você não disse nada. Se você disse, então eu não te escutei (risos). Eu fiquei preocupado! Nós queríamos fazer com que esse cara, que parecia não estar nem aí, fosse um membro da nossa banda? Haha!
Kai: E embora o Reita parecesse se importar com tudo isso... Ainda assim eu achei que ele parecia ser uma pessoa ruim (risos)
Reita: Nós tivemos um outro ensaio antes do live. E o Kai disse: “Você pode me olhar enquanto toca baixo?” Eu fiquei tipo “Isso é ruiiim” (risos)
Kai: O baixista da minha banda anterior sempre tocava me olhando. Então aquilo meio que se tornou um hábito meu. Eu me sinto calmo se eu estou frente a frente com o baixista!
Reita: Mas nós estávamos ensaiando! Shows ao vivo são para ser espontâneos! Eu pensei, “Caaara, esse cara é um saco.” (risos)
Kai: …Desculpe hehe. Bem, eu achei que o Reita se achava demais. Ele estava vestindo umas roupas casuais e eu pensei “Ele é mesmo um cara visual kei?”
Reita: Naquela época, as pessoas visual kei usavam coisas de couro e tachas, né? Mas era Verão! Eu estava usando jeans rasgado, uma camiseta e uma camisa aloha. (risos)

---

O que você achou das habilidades do Reita no baixo quando vocês se encontraram pela primeira vez?

Kai: Me pergunto o que eu achei. Naquela época, eu só estava pensando no comportamento ruim dele. Eu me lembro de como ele agiu quando nos encontramos pela primeira vez, mas eu não consigo me lembrar da forma como ele tocava baixo. Mas naquela época eu não conseguia distinguir direito um bom baixista de um baixista ruim.
Reita: O Kai tocava bateria descalço! E ele segurava as baquetas do lado errado! E o que mais me marcou foi a maquiagem dele! Pareciam machucados no rosto (risos) Como eu gosto de pessoas originais e aleatórias tipo ele, eu pensei “Caara, ele é legal.” Haha! Ele era ótimo, mas eu não gostei do comportamento dele (risos)

Acho que a timidez do Kai deu um retrocesso nele naquele dia, né? Então o que aconteceu quando você entrou na banda?

Kai: O meu estilo e o estilo do antigo baterista eram completamente diferentes. Eu tentei usar alguns artifícios para meio que seguir o estilo do baterista anterior, mas eu não consegui. Eu fiquei realmente preocupado de eles me pedirem pra meio que seguir o estilo do baterista anterior. Mas eu queria que o meu próprio estilo os agradasse também.
Reita: Embora o estilo do Kai fosse diferente do nosso antigo baterista, nós não nos sentimos desconfortáveis de maneira nenhuma. Quando o Kai entrou na banda, eu pensei “Eu gosto desse tipo de banda, esse é o nosso baterista.” Ah é, 5 meses depois que o Kai entrou, de repente ele sofreu uma perda de audição! Se isso acontecesse agora, nós teríamos cancelado os shows, mas a nossa gerência daquela época não nos deixou cancelar. (risos) Então nós tivemos que implorar pro nosso antigo baterista tocar conosco em 4 ou 5 lives. Foi difícil para nós. Nós já tínhamos o Kai, mas tivemos que tocar com o nosso antigo baterista de novo. Eu fiquei achando que aquilo ia ser inconveniente e coisas do tipo “Será que eu vou ter que recomeçar o meu relacionamento com o Kai de novo?”

Só por curiosidade para quem não viu, há um tempo, Yune, o antigo baterista do Gazette, comentou sobre o Kai uma vez no Twitter. Alguém perguntou a opinião dele sobre o baterista atual do the GazettE e ele respondeu dizendo "Ele é um ótimo baterista, eu o respeito. E acho que o som dele é diferente do meu."
Clique aqui para ver o tweet. Atualmente, Yune está se preparando para estrear uma nova banda e enquanto isso, está tocando em session bands. Ele ainda usa o nome "Yune" e seu instrumento ainda é a bateria.

compartilhe nas redes sociais

Comente com o Facebook:

5 comentários:

Shiroki_D disse...

Muito interessante isso e engraçado tbm a forma que o Kai e o Reita falaram um do outro
ahsuasusauhsaushaashahua

E espero que o Yune consiga as coisas do jeito dele tbm, acho q ele ter ido tocar com o GazettE de novo, msm depois da entrada do Kai, só pra dar uma força, deve mostrar que ele os respeita msm /o/

E tbm teve a vez que o Aoi falou com o Yune pelo twitter tbm xD Apesar de ter sido pouco =/

Anônimo disse...

Eu já falei com o Yune pelo twitter! Ele é um amor, srsly xD
Eles se estranharam bastante no começo, né? LOL Deve ter sido tenso naquela época, mas agora é engraçado \o

raiianngell56 disse...

As entrevistas mais antigas do Kai, as de pouco depois dele entrar na banda, eu sentia que ele tinha medo de ser rejeitado pela banda, de não agrada-los ou algo do tipo, parecia que ele tinha medo de expressar o que realmente estava pensando, as vezes até parecia que ele ainda não tinha entrado para a banda definitivamente, no entando agora adoro ter essa sensação de que ele se sente querido pelos outros membros, de sentir que ele está bem, naquelas entrevistas acho que ele jamais iria dizer algo assim sobre o Reita, mais agora gosto de ver como ele pode se expressar sem ter medo de ser rejeitado, gosto de ver como eles estão tão próximos, ainda mais o Rei e o Kai que sempre vieram a minha mente como melhores amigos...enfim eu gosto do sentimento que eles me passam atualmente.

raiianngell56 disse...

ÓH falei tanto assim, desculpe é que realmente me senti bem com esses trechos da entrevisa, como disse antes esse foi um bom sentimento.

Kai disse...

Ah, o Yune é um amor. ;; Eu conversava com ele direto, mas nao sei falar ingles entao a gente parou de conversar. T_T mas ele é super simpatico!

Postar um comentário