26.1.14

Fotos e report do CODA



Na semana passada, a página Oficial no Facebook the GazettE Media publicou fotos do show "CODA", último da turnê MAGNIFICENT MALFORMED BOX, realizado no dia 11/01/2014. Clique aqui para vê-las.

As mesmas fotos também ilustram o live report do "CODA" publicado pelo site Rokkyuu Magazine. Veja abaixo a tradução em Português do report:

the GazettE – MAGNIFICENT MALFORMED BOX FINAL CODA
Live Report (Rokkyuu Magazine)
Por Diana Tome, postado em 24 de Janeiro de 2014

Tradução Inglês/Português: Ruby (Denise)

O the GazettE sabe como fazer um espetáculo e no dia 11 de Janeiro, eles satisfizeram as expectativas com uma apresentação impressionante no Yokohama Arena. O público foi pego de surpresa quando as luzes se apagaram repentinamente. Com uma explosão – literalmente – a banda tomou o palco em meio a lasers vermelhos e luzes ofuscantes que inundaram o local dramaticamente enquanto eles mergulhavam em “INSIDE BEAST”. Jatos de fumaça branca se ergueram no ar ao redor dos assentos da arena e contribuíram para a grande abertura. Com a bateria explodindo e o trio de cordas adicionando rosnados de apoio, eles passaram para a música “UNTIL IT BURNS OUT”. Enquanto o público saltava no ritmo do refrão contagiante, as guitarras e o baixo se destacavam com os seus riffs quentes chamando o tradicional headbanging com movimentos circulares do the GazettE.

“Hey, Yokohama! Estava com saudades! Finalmente a final da turnê chegou! Eu sempre digo ‘Vamos aquecer!’, mas acho que vocês já estão suficientemente aquecidos! Nos dê tudo o que vocês têm! Come on!”,  Ruki adicionou a última sentença em Inglês e, balançando os seus quadris de maneira provocativa no ritmo da melodia, ele saboreou a introdução ardente de “FADELESS”. Movendo a sua mão para cima e para baixo vagarosamente, o vocalista deu vida à letra, enquanto Uruha dava tudo de si na guitarra, com seus riffs penetrando a bateria provocante e o vocal confiante. Curvado sobre o seu baixo, Reita finalizou a música e permaneceu sob o refletor para abrir “Karasu”. “Vamos lá, Yokohama!”, Ruki chamou atiçando a multidão a dançar junto, enquanto, com o braço no ar, ele destruía pelo palco fazendo rap junto com ritmo. As guitarras e o baixo se incrementaram e a música adquiriu uma melodia provocante que fez com que cabelos voassem, agitando profundamente o local.

O headbanging e os grunhidos se intensificaram em “HEADACHE MAN” e um véu sangrento cobriu o salão à medida que lasers vermelhos perfuravam o ar.  Os gritos e a bateria se intensificaram e o público se esbarrou de um lado para o outro em um mosh desenfreado, o que lembrava grãos de areia sendo sacudidos violentamente por uma forte tempestade de som. A fluida e envolvente “13STAIRS[-]1”  manteve a multidão ativa, com o baixo se destacando enquanto REITA confidentemente dedilhava as notas pesadas. Vagarosos e perigosos, os vocais soavam como um cântico imperceptível, ecoando tragicamente através do local, enquanto o instrumental continuava com o seu passeio à meia noite. Como se estivesse perdido, um olho apareceu no telão piscando, enquanto RUKI repetia as palavras “You are next!” com um timbre perigosamente rouco. “DEVOURING ONE ANOTHER” carregava um toque de gótico Europeu, com os vocais impecáveis passando de grunhidos cavernosos a sussurros picantes. Foi uma adição de tirar o fôlego ao portfólio da banda e uma das melhores surpresas da noite.

A apresentação continuou com uma série de músicas mais lentas. “LOSS” foi iniciada com um piano seguido de uma batida eletrônica contagiante; o ritmo lento acelerava enquanto as guitarras e o baixo corriam para alcançar a bateria poderosa, juntos adicionando uma sensação inflexível. O piano então retornou em “REDO”, com um tempo mais lento e uma melodia melancólica, entretanto, com uma interessante batida de jazz, dando poder à música. As guitarras e o baixo ficaram mais notáveis com seus riffs acelerados e vibrantes, que se misturavam interessantemente com os vocais meigos. O fundo se acendeu com centenas de luzes parecidas com estrelas e a noite se apaixonou pela doce e ardorosa “LAST HEAVEN”. O vocal quente e lânguido se destacou, enquanto URUHA, mudando para o violão, dedilhava as cordas para adicionar uma sensação boêmia à música.

O público recebeu o MC com aplausos. “Vocês estão se divertindo?”, o vocalista perguntou com um sorriso bem-humorado. “Eu com certeza estou! Por favor, divirtam-se!”. Os números pesados e repletos de grunhidos retornaram com “IN BLOSSOM”, uma música engenhosa, que mistura técnicas contrastantes de música lenta e pesada. KAI deu um show enquanto batia nos pratos, estabelecendo o ritmo das partes mais rápidas.  Outro número eclético, “THE STUPID TINY INSECT”, mistura uma melodia contagiante com hard rock; a multidão erguia seus punhos no ritmo durante o refrão, antes de pularem junto com os gritos de “Hey!”, durante as partes mais fortes da música.

Break! Break! Break! Come on!”, o vocalista gritava várias vezes, encorajando o público a mergulhar na contagiante abertura de “ATTITUDE”. Cabelos voavam para a esquerda e para a direita em alta velocidade à medida que as batidas se intensificavam. A cena era típica de “the GazettE”, com corpos se movendo junto com a música, enquanto palavras apareciam na estrutura piramidal  no telão e a multidão gritava as palavras em uma só voz. Altamente energizado, o vocalista fez gestos no ar para encorajar os fãs a pularem mais alto. Com um último e alto “Break!”, mas luzes se apagaram, deixando a multidão pedindo por mais.

“Nós sabemos que estamos em uma arena, mas nós queremos transformá-la em uma casa de shows! Vocês estão prontos? Nos deem tudo o que vocês têm!”. Com a perna no ar e pisando forte, RUKI fez um headbang fervoroso para a próxima música, “COCKROACH”. Jatos de fumaça apareceram mais uma vez e gritos e fumaça se combinaram para criar uma arte apaixonante. Enquanto AOI agia calmamente, REITA agitava sua cabeça, deixando a batida entrar. Com as pernas afastadas uma da outra e com os joelhos dobrados, URUHA imitou os fãs batendo cabeça em alta velocidade, enquanto luzes brancas e vermelhas consumiam o salão.
“Esse é o the GazettE! Eu quero ver do que vocês são feitos!”. Com a bateria acelerada e os vocais produzindo um rosnado incompreensível, a banda mergulhou em “DISCHARGE”. Em resposta aos gritos, a multidão reagiu violentamente, agitando suas cabeças sem descanso junto com o instrumental agitado. “Yokohama, vocês conseguem continuar? Não fiquem para trás! Vamos lá! Come on!!” Duas estruturas metálicas gigantes atrás do palco foram engolidas por chamas enquanto eles prosseguiam para a rodada final de som pesado.

Assim como o título “TO DAZZLING DARKNESS” sugere, o palco mergulhou em uma escuridão antes do riff de abertura do URUHA. A bateria se juntou ao som, com poderosos golpes sendo descarregados um atrás do outro, com KAI preparando as batidas para a potente balada. Um branco ofuscante escondeu o palco e os vocais foram levados pelo salão. Para a última música, tambores de guerra fizeram o seu percurso junto com uma linha de guitarra contemplativa, e um telão cobriu o palco. A imagem trouxe a música instrumental “CODA” e quando o curto vídeo terminou, a banda já tinha deixado o palco.

Como manda a tradição, REITA e KAI abriram o encore com a instrumental “Ride with the Rockers”. “Essa é a terceira vez que tocamos aqui, mas nós queremos que esse seja o show mais quente de todos, então nos deem tudo o que vocês têm!”, o baterista pediu, antes da dupla de guitarristas retornar. AOI e URUHA andaram pelo palco agitando o público enquanto REITA gritava vigorosamente no microfone. KAI estabeleceu o tempo para “TOMORROW NEVER DIES” e ao reconhecer a música, o público começou a bater palmas junto com o ritmo. RUKI fez o mesmo, com suas mãos posicionadas acima de sua cabeça enquanto ele se juntava aos outros quatro no palco. Em meio a efeitos explosívos e luzes coloridas rodopiantes, o the GazettE fez o que eles fazem de melhor: um número barulhento, contagiante e violento, que fez com que a arena se mexesse.

“Yokohama, vocês estão se divertindo? Fico feliz! Nós gostaríamos de agradecê-los por estarem aqui conosco! Está quente aqui! Vocês estão suando?”, o vocalista perguntou com uma risada alegre. “Eu consigo ver vocês! Vocês conseguem me ver?”. RUKI parecia estar se divertindo à medida que chamava as diferentes seções do local, enquanto cada uma delas respondia de volta. “Só há uma solução aqui... Nós temos que nos tornar um só! Vamos lá!”. Apoiando uma de suas pernas no pedestal lateral e com seu corpo inclinado para trás, Uruha ergueu sua guitarra e na deixa, eles mergulharam na agitada “Hyena”. O público acompanhou a coreografia com facilidade, erguendo seus punhos contra o ar, animadamente saltitando no ritmo dos vocais e adicionando um pouco de headbang só por diversão. A banda se moveu pelo palco livremente, usando completamente o amplo palco. RUKI e URUHA forneceram um fanservice para a platéia, onde o vocalista abraçou o homem alto por trás, enquanto o guitarrista divertidamente beliscou sua bochecha.

Nós chegamos na última música! Vamos virar um só!”, RUKI pediu com um grito, enquanto a ardente “SLUDGY CULT” chegou no final. Então, ao ouvir a introdução da famosa “FILTH IN THE BEAUTY,” o público gritou, imediatamente se alegrando com a música enquanto dançavam, saltavam e cantavam. O chão vibrou com as centenas de corpos que pulavam e o logo do the GazettE brilhou acima do palco, enquanto eles finalizavam com a bateria acelerada e os riffs impetuosos.

“Sejam bem-vindos ao inferno!”, RUKI disse com um sorriso diabólico, anunciando a exorbitante “Kantou Dogeza Kumiai”, enquanto a banda retornava para os dois últimos números espetaculares. A multidão se ajoelhou no chão e o staff ficou em standby, segurando as barras de segurança enquanto a empolgação aumentava. A cena era única e extasiante, com fãs ajoelhados agitando suas cabeças violentamente, enquanto luzes iluminavam todo o salão. RUKI desceu do palco com uma bomba de fumaça em mãos, se atrevendo a cruzar o local e se aventurando até mesmo a subir e descer as escadas para se encontrar com os fãs na parte de trás da arena. Uma chuva de fitas prateadas caiu durante a clássica “Linda ~candy dive pinky heaven~” e o público, submerso nas rotinas, moveu os seus braços em alta velocidade e fez mosh alegremente, enquanto o vocalista cantava o rap da música. AOI foi o centro das atenções durante o seu solo, sorrindo calmamente para a multidão, enquanto o caos retornava para mais voltas e rodopios. Após mais uma rodada com o público acenando as faixas no ar, a banda finalizou a noite – mas não sem compartilhar algumas palavras calorosas com a platéia.

“Oi, eu sou o AOI, do the GazettE! No ano passado nós tivemos uma turnê repleta de ótimas experiências. Obrigado por tudo!”

Com apenas os seus olhos visíveis devido a uma bandana vermelha que cobria a sua testa, boca e nariz, REITA foi o próximo: “Feliz Ano Novo. Obrigado por tudo.”

“Feliz Ano Novo! Depois de termos trabalhado duro em um álbum e de termos realizado essa turnê, é ótimo vê-los todos aqui”, URUHA continuou.

KAI foi o seguinte: “Essa foi uma turnê incrível, repleta de ótimas memórias! Eu quero agradecer aos membros, ao staff e a vocês. Obrigado!”

RUKI seguiu o exemplo deles e pediu para que todos aplaudirem o staff, adicionando em Inglês, “Nice staff!”.
Então, ele retornou para o Japonês. “Eu agradeço todo o apoio de vocês! Nós alcançamos muitas coisas com essa turnê. E por favor, cuidem de nós esse ano! Vamos começar o ano com um pulo gigante! Por favor, deem as mãos.” Fazendo isso, a multidão se transformou em uma corrente humana longa, com suas mãos no ar, enquanto esperavam pela banda. Com um pulo coletivo que agitou o chão, eles fecharam a noite, selada com a promessa de um 2014 com shows quentes e música.


Set List

INSIDE BEAST
UNTIL IT BURNS OUT
FADELESS
Karasu
HEADACHEMAN
13STAIRS[-]1
DEVOURING ONE ANOTHER
LOSS
REDO
LAST HEAVEN
IN BLOSSOM
THE STUPID TINY INSECT
ATTITUDE
COCKROACH
DISCHARGE
TO DAZZLING DARKNESS
CODA

Encore 1

Ride with the Rockers
TOMORROW NEVER DIES
Hyena
SLUDGY CULT
FILTH IN THE BEAUTY

Encore 2

Kantou Dogeza Kumiai
Linda ~candy dive pinky heaven~

compartilhe nas redes sociais

Comente com o Facebook:

9 comentários:

Mymy :3 disse...

Uuaaauuu!! Nossa! Deve ter sido tudo tão incrivelmente mágico!! Fiquei até sem ar! Imaginando... Que legal!!

O véu vermelho,como sangue... Deve ter sedo o máximo!! TT o TT

Ai ai... O Ruki sempre diz "Sejam bem vindos ao inferno!" Nas finais das turnês deles... Eu adoro isso! Hahahahaha!!! Aii... Ruki tão fofo! >3

CODA... TT ~ TT uhu!!
Mal posso esperar pelas coisas novas que vem!! Mesmo eu não podendo fazer nada......

Muito obrigada pelo report e pelo post todo! Ruby! :)

Muito obrigada! Eu adoro quando você posta coisas interesantes no blog! :)
Muito obrigada! Ruby!

Mymy :3

Mymy :3 disse...

Ah... Ruby obrigada pelas fotos! Eu estava com preguiça de olhar... Mas não aguentei e acabei olhando... Obrigada pelas fotos,report e pelo post todo! Ruby! :3

Que incrível! O Ruki e o Uruha são tão fofos!! Wwwwhhn!! Kawaii!!

(.>//w//<.)

Obrigada! Ruby! :)

Mymy :3

Anônimo disse...

Nossa, o modo como escreveram esse report é tão.... '-'
Então, eu preciso manifestar pela milésima vez minha enooooooorme vontade de ver o DVD desse live o quanto antes, tipo pra ontem? Acho que já fiz muito isso, mas realmente estou curiosa!
Só espero que essa parte das falas dos membros e do pulo no final não sejam retiradas, poxa, esse pessoal precisa entender que esses momentos são significativos e o kokoro sente falta :c
A setlist está boa, é o esperado (mas eu queria QUIET e FORBIDDEN BEAVER...). Agora, vamos esperar sair pra ver se tá bom mesmo.
Obrigada pelo post :)

~ Sakura

Ruby disse...

Sakura, muitas vezes você fala o que eu estou pensando. :) Enquanto traduzia o report eu pensei a mesma coisa sobre a maneira como escreveram esse texto.

Obrigada pelos comentários, gente! <3

Anônimo disse...

Gostei de tudo o que li mas pintou uma dúvida... já li alguns reports dizendo que CODA era tocada ao vivo, um pouco diferente da versão do disco (talvez porque no disco é possível ouvir 3 violões, mas não tenho certeza do motivo ). Mas ao ler "A imagem trouxe a música instrumental “CODA” e quando o curto vídeo terminou, a banda já tinha deixado o palco." interpretei que estava gravado... será que eles não tocaram CODA ao vivo no show final?

Adorei o report, Ruby :) Muito obrigada!

Pe

thainara munhoz disse...

AI MEU CORAÇÃO, meu deus achei que eu fosse morrer lendo isso, foram as palavras mais perfeitas que eu ja li!!!
A descrição dos efeitos me deu um frio na barriga, estou louca louca pra ver!! Eu estou tão orgulhosa deles, é por isso que sou apaixonada por eles!!
Adorei a parte em que eles agradecem, e o Ruki pede para os fãns cuidar deles :333333 ele não podia ser mais FOFO! Eu sou tão exagerada, mas isso foi íncrivel!!!!
Obg obg Ruby! *-*

Anônimo disse...

Ahhhhhhhhhh eu não vejo a hora de ver esse show, to tendo uma coisa ja!
Amei amei.....e o fanservice do Aoiha,será que teve?

Amei o live report!

Obrigada Ruby-san <3
By:Azumi-chan

Anônimo disse...

@Azumi-chan : Eu li que eles ficaram costas-a-costas durante Kantou Dogeza. Foi o único Aoiha que li por aí. Espero que o DVD mostre esta parte ^^

Pe

Mira disse...

A jornalista que escreveu o livereport esteve fantástica!!
Conseguiu captar a essência da banda, do show, do ambiente e do público... está lindo!
E, já agora, a tradução também está óptima Ruby, obrigada!

O live deve ter sido fantástico, tendo em conta tudo o que foi relatado ao longo do tour e as fotos são lindas!
Logo, logo, será lançado o DVD e já poderemos contemplar esta maravilha!! xD

Obrigado Ruby! :)

Postar um comentário