22.5.16

Trechos da "ラジガゼ〜RADIO the GazettE" (20/5/16) (1)

Trechos do programa do dia 20/05/2016 da  "ラジガゼ〜RADIO the GazettE" da Inter FM, feitos para o inglês por happiibaka.


ラジガゼ〜RADIO the GazettE" 
Trechos traduzidos (20/05/2016) 
Parte 1 

20/05/2016 (Uruha e Reita) 

Reita: *Lê pergunta de fã* “Oi Uruha, Reita. Uma amiga que tem ido aos lives do Gazette comigo nos últimos 7 anos recentemente foi pedida em casamento pelo namorado dela! Nós nos tornamos ótimas amigas indo nos lives de vocês, conversamos pelo telefone e até viajamos para os lugares juntas! Eu fiquei tão feliz por ela quando ouvi a notícia, era como se eu fosse me casar! Ela é uma grande fã do Uruha, então eu estava especialmente planejando convidá-lo para o casamento dela~”
Uruha: E-EU?
Reita: Sim, você!
Uruha: Eu?
Reita: *Continua lendo* Mas considerando a sua agenda e sabendo que você é uma pessoa muito ocupada, sei que é impossível você comparecer. Então eu estava me perguntando se você daria os parabéns pra ela na rádio pela ocasião! Tenho certeza que ela ficaria muito surpresa com isso e choraria de felicidade!”. A pergunta é sobre isso...
Uruha: Bem, primeiramente...
Reita: Sim?
Uruha: Felicidades!
Reita: Ah!
Uruha: Eu realmente queria dizer isso em primeiro lugar...
Reita: Mas como você se sente por ter sido convidado?
Uruha: Quero dizer, hmmm… O que eu faria se eu fosse sozinho?
Reita: Ahahahaha! Você iria sozinho... e...
Uruha: Eu não teria nada pra fazer…
Reita: Mas se veio mesmo um convite...
Uruha: Bem… Hmmm, então… Pra esse tipo de coisa eu sou muito… Se me pedissem pra dizer alguma coisa, eu iria gaguejar!
Reita: Eu sei disso!
Uruha: Tartaruga—[*Ele disse isso por engano. Ele queria ter dito ‘kami’, que significa ‘gaguejar’, mas acabou dizendo ‘kame’, que significa ‘tartaruga’]
Uruha e Reita: AHAHAHAHAHAHAH!
Reita: Tartaruga?!
Uruha: Eu tenho certeza que iria gaguejar!
Reita: Ok. Mas e se o nosso manager se confundisse e acidentalmente aceitasse o convite?
Uruha: E se ele aceitasse o convite?
Reita: Sim, se ele aceitasse...
Uruha: Você quer dizer, e se ele dissesse tipo “Me ajuda aqui!”?
Reita: Sim! Tipo, “Seria ruim se você não fosse!”. Se ele aceitasse o convite…
Uruha: Entendi… Bem, eu suavizaria o meu cabelo e a maquiagem…
Reita: Suavizaria e…? Mas você iria sozinho. Nós não estaríamos lá… O que você faria?
Uruha: EH? Como seria? EU FICARIA EXTREMAMENTE NERVOSO!
Reita: AHAHAHAHAHAHA!
Uruha: Me pediriam para levantar e… UWAAA! Eu seria forçado a dizer algo interessante!
Uruha e Reita: AHAHAHAHAHAHA!

Reita: O que você espera? E se eles dissessem “Temos um convidado especial!”.
Uruha: Eu não acho que conseguiria dizer alguma coisa! Mesmo se eu pegasse a minha guitarra, as pessoas fariam “Ahn?”.
Reita: É… Porque fora a sua carreira, você ficaria paralisado de tanto nervosismo por causa desse tipo de coisa!
Uruha: *risos* Eu não conseguiria conectar a minha guitarra no amplificador, então me dariam um violão, ou algo assim...
Reita: AHAHAHAHAHAHAHAHA!
Uruha: O que eu faria?
Reita: AHAHAHAHAHAH!
Uruha: Eles diriam, “Bem, começa a girar a sua cabeça!”
Reita: AHAHAHAHAHA!
Uruha: Enquanto toco violão!?
Reita: AHAHAHAHA! E atraindo as pessoas que estão ao seu redor!
Uruha: Eu nem conseguiria olhar pras reações das pessoas [Por causa do nervosismo]!
Reita: Porque seria muito assustador!
Uruha: Bem, não dá pra eu ficar só parado lá sem fazer nada, né?
Reita: É por isso que não dá pra gente ir nesses eventos. É porque nós somos uma banda desse tipo [com música agressiva] e somos péssimos em atuação!
Uruha: Sim, nós somos péssimos. Mas estamos dispostos a darmos as nossas felicitações pra você e dizer coisas na rádio.
Reita: Sim...
Uruha: Então, por favor, nunca nos chame!
Reita: AHAHAHAHAHAHA! Sim, porque nós vamos dizer aqui! FELICIDADES!
Uruha: Sim, felicidades!

*Falando sobre videogames*
Uruha: Quando eu começo a jogar jogos de luta, eu me torno um pouco malicioso e perverso.
Reita: Você, né?
Uruha: Sim... Bem, na verdade o Reita também—
Reita: Não! *risos* É você que fica falando umas coisas enquanto joga!
Uruha: Eu gosto de jogos de luta porque dá pra ver o coração dos seus oponentes.
Reita: AHAHAHAHAH! Que mentira!
Uruha: A humanidade e a verdadeira natureza da pessoa começam a aparecer. Eu quero ver isso! É por isso que eu mexo com o temperamento deles e uso métodos ruins para derrotá-los!
Reita: Ah...
Uruha: E quando eu faço isso, eles começam a falar um monte de coisas! Tipo, palavrões começam a sair da boca deles...
Reita: Sabe quando em alguns jogos de luta tem umas pessoas que ficam empolgadas?
Uruha: Sim, tipo pessoas que ficam tentando dar o troco. As frases saem das bocas delas feito lama!
Reita: AHAHAHAHAHAHA!
Uruha: E quando eu olho pra pessoa, eu penso, “Nossa, esse cara...”
Reita: Não! Mas você ganha na maioria das vezes, né?
Uruha: Sim.
Reita: Eu concordo que você é muito forte.
Uruha: Sim.
Reita: Mas tem vezes que eu ganho de você, *risos* e você fica de mau humor e com muita raiva! AHAHAHAHAHA!
Uruha e Reita: AHAHAHAHAHAHAHAH!
Uruha: Lógico!

Reita: Acho que foi na época em que estávamos no ensino médio... Eu ganhei de você num jogo de videogame de futebol. Lembro que foi na sua casa, e nós jogamos até às 20:00. Mas depois que eu venci, você disse pra gente jogar outra rodada e insistiu que o próximo seria o último. Então nós jogamos e eu ganhei de novo! Mas quando eu tentei voltar pra casa, você agarrou o meu uniforme da escola e disse “Mais um! Mais um!”. HAHAHAHAHAHA!
Uruha: Sim! Mas você entende esse tipo de frustração, né? Eu senti que você só tava ganhando toda hora porque aconteceu de estar com sorte naquele dia! Eu fiquei tipo, “Não, não, não, não, não!”
Reita: Você é malvado demais! Depois que eu ganhei, eu queria ir pra casa! Depois que você ganha você também quer ir pra casa, né?
Uruha: O que você quer dizer com ir pra casa? A gente tava na MINHA casa! (risos)
Reita: AHAHAHAHA! Eu tava querendo ir pra casa, mas você REALMENTE não largou o meu uniforme. Eu pensei, “Se eu jogar e ganhar de novo, ele REALMENTE não vai me deixar em paz, então eu não tenho escolha a não ser perder.”
Uruha: AHAHAHAH! Me pergunto em que ponto seria bom parar? Eu não posso ficar dizendo “Oh, vamos jogar de novo amanhã!”
Reita: AHAHAHAHAHA! Bem, desse jeito não tem problema, não é? Mas é um jogo, né?
Uruha: Mas jogos de luta são fascinantes. Todo garoto sonha em jogar pelo menos uma vez, né?
Reita: Sério? Sabe, de vez em quando você tem uma personalidade péssima também! Mas às vezes quando estamos jogando jogos de luta, eu não levo tão a sério, e aí você ataca o meu personagem e tenta me matar.
Uruha: Bem, mas não tem problema, né? Tipo, um leão…
Reita: Ahahaha!
Uruha: Eu vou ter que esperar e chegar em você de fininho?
Reita: Bem, depois de termos uma competição de igual para igual, não dá pra você me bajular e me deixar praticar?
Uruha: Ei, você é uma menininha?
Uruha e Reita: AHAHAHA!

Pergunta de fã: Quando vocês estavam viajando pelos Estados Unidos e por outros países durante a world tour, teve algum lugar que vocês acharam muito seco ou muito úmido? Além disso, Uruha: Como você consegue ter a pele tão branca e bonita? Por favor, conte-nos o seu segredo!
Uruha: Eu não acho que isso tenha a ver com a secura…
Reita: Acho que não...
Uruha: Bem, na verdade isso me surpreendeu...
Reita: O que te surpreendeu? *risos*
Uruha: A secura… Eu nunca fui pra Inglaterra, mas... Na América Central e na América do Norte... Bem, mas quando nós voltamos pro Japão... Estava muito—
Reita: Ah sim! Aquela sensação seca e fria.
Uruha: Assim que nós saímos do avião no Japão, eu senti a umidade e eu pensei “UWAAA! Que diabos é isso?”
Reita: Los Angeles estava tão legal e fria, né?
Uruha: Sim! Estava muito legal, seca e fria…
Reita: Nós passeamos muito também! Durante umas 2 horas…
Uruha: Sim, nós realmente andamos bastante. Mas o ar estava mesmo bem seco e frio, eu me bronzeei um pouquinho…
Reita: Sim, você ficou um pouquinho vermelho… nos seus braços e tal…
Uruha: Sim, mas mesmo assim a sensação era boa, sabe. Mesmo quando eu suava um pouco, não tinha problema nenhum.
Reita: Bem...
Uruha: Minha pele se adaptou bem ao ar, a ponto de eu nem perceber que estava seco…
Reita: Sim, eu também me adaptei muito bem...

Reita: Mas não dá para ter uma experiência dessas no Japão [ele está falando sobre o clima de Los Angeles]... O tipo de clima onde você pode abrir a sua janela e tirar um bom cochilo...
Uruha: Sim, isso é verdade...
Reita: Por que você não compra uma casa em Los Angeles?
Uruha: Não, não, provavelmente eu não conseguiria, né?
Reita: Porque você não recebe ‘benefícios de líder’?
Uruha: Oh, peraí. A gente pode pedir pro líder comprar pra gente! Uma pra banda…
Reita: Acho que ele consegue comprar uma casa em Los Angeles com 3 meses de salário... AHAHAHAHAHA!
Uruha: Nossa, é bom sonhar… Um sonho de ser como o líder…
Reita: Sim… Se eu nascesse de novo, eu ia querer ser líder de banda!
Uruha: Ahahahahah!
Reita: Eu diria, “Eu recebo esse tanto...”
Uruha: AHAHAHAHA! Você tá dizendo isso porque ele não está aqui, né?
Reita: Não, não! Mas até mesmo aquele segway… Tipo, quantos será que ele tem?
Uruha: Provavelmente ele tem um pra cada país, pra que ele possa andar de avião pra avião.
Reita: AHAHAHAHA! Você devia aprender com isso.

Uruha: Depois disso tinha o que?
Reita: Ah sim, tinha uma pergunta sobre o que você faz com a sua pele...
Uruha: Eu não faço nada… Mas na verdade a minha pele não é tão boa assim...
Reita: Ela é sensível?
Uruha: Até mesmo durante essa world tour, a região ao redor do meu rosto ficou estragada por causa da secura...
Reita: Oh, por causa da secura?
Uruha: Sim, mas você não faz a barba e tudo mais?
Reita: Faço
Uruha: Oh, você faz? A região do seu rosto não fica afetada? Talvez seja só o meu rosto que fica muito estragado...
Reita: AHAHAHAHA!
Uruha: Meu rosto ficou muito ruim por causa da secura, como se estivesse rachando.
Reita: Sua pele é sensível, o ar estava seco e o hotel é seco também, então...
Uruha: Bem, normalmente você usa produtos de tratamento para a pele no seu rosto?
Reita: Sim, todos os dias.
Uruha: Oh, então você usa… Isso é muito feminino…
Reita: Isso pode parecer surpreendente para muitos de vocês, mas eu uso máscara facial todos os dias...
Uruha e Reita: AHAHAHAHAHAHA!
Reita: Desculpa!
Uruha: Nossa, como você é feminino...
Reita: Desculpa! Sei que esse segmento não é para eu falar sobre mim, mas eu uso máscaras faciais diariamente...
Uruha: Isso provavelmente chocaria os seus fãs...
Reita: *risos*
Uruha: Você faz musculação e usa mascara facial também… Isso está caminhando para uma direção nojenta...
Reita: Eu também gosto de espalhar hidratante pelo corpo AHAHAHAHA!
Uruha: AHAHAHAH! Entendo! Que nojo que eu estou sentindo...
Reita: Sim, é nojento (risos). Podemos passar pra próxima pergunta, por favor?
Uruha: *risos*

Pergunta de fã: Eu sei que vocês não gostam de ser filmados, ou que tirem fotos de vocês. O Reita até pediu pra não tirarem fotos no Twitter, mas como vocês se sentem sobre isso quando estão transitando de um lugar pro outro? [ou seja, nos aeroportos, pela cidade, etc]
Reita: Isso se trata especialmente de quando estamos transitando, né? Como você se sente a respeito disso?
Uruha: Isso é meio complicado. Normalmente nós tentamos não ser vistos.
Reita: Só queremos ser vistos/assistidos/admirados no palco…
----------------
Reita: Na pior das hipóteses, se alguém tirar uma foto minha, eu gostaria que eles apreciassem sozinhos e não compartilhassem.
Uruha: Quem é que iria querer fazer isso?
Reita: AHAHAHAHAH!
Uruha: As pessoas espalham essas fotos nas redes sociais PORQUE é assim que elas apreciam, né?
----------------
Reita: Até no Japão nós normalmente vamos em lojas e tudo mais, né? E tem pessoas que tiram fotos, não necessariamente da gente, mas de outras coisas, né? Bem, quando eu escuto aquele barulho de câmera, eu fico assustado! E quando eu viro, descubro que só estavam tirando foto de outra coisa, nem era foto minha (risos)
Uruha: Mas o líder é incrível. Quando ele entra em um país [no aeroporto], ele respira fundo, coloca os óculos escuros e tenta agir de forma descolada...
Reita: Como se dissesse, “Podem tirar fotos agora...”.
Uruha: Mas não tem ninguém lá...
Uruha e Reita: AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!
Reita: Mas isso é tão legall!

Pergunta de fã: Enquanto vocês estavam visitando os países no exterior, vocês tiveram alguma experiência que foi diferente do que vocês originalmente esperavam?
Uruha: Primeiro eu quero dizer que tem alguns lugares em que a segurança pública é fraca...
Reita: Sim, tem muitos lugares com a segurança ruim…
Uruha: Durante essa turnê, um dos nossos membros do staff encarregado da tecnologia teve a sua mala roubada no hotel no México. Roubaram em questão de segundos... Foi na recepção?
Reita: Não, no saguão.
Uruha: Ah é, no saguão. Ele deixou a mala no saguão por alguns segundos para levar outra bagagem pro nosso carro que estava na frente. Mas durante esse tempo, a mala foi roubada.
Reita: Totalmente.
Uruha: Sim totalmente. Foi confirmado pela gravação da câmera de segurança também.
------------------
Uruha: Mas a parte mais assustadora foi que era o mesmo membro do staff que estava encarregado do nosso equipamento, amplificadores e tudo mais...
Reita: Sim.
Uruha: Equipamentos que nós estimamos e consideramos como parte dos nossos corações…
Reita: Sim.
Uruha: E as nossas coisas estavam perto da mala que foi roubada.
Reita: Sim, sim...
Uruha: Esse pensamento por si só foi assustador!
Reita: Honestamente! Se as nossas coisas também tivessem sido roubadas, nós não teríamos como fazer os shows, né?
Uruha: Não só isso, mas nós teríamos ficado incrivelmente deprimidos.
Reita: AHAHAHAHAH!
Uruha: Eu teria ficado extremamente arrasado. Como nós tínhamos um live naquele dia, eu não teria um effector, não poderia tocar os meus solos e nem dar cobertura para os nossos sons.

Reita: Como foi a sua experiência na imigração? Os Estados Unidos e a Rússia são os mais rigorosos, né?
Uruha: Sim, eles são bem rigorosos… As pessoas no exterior parecem ter um olhar sério...
Reita: Uhhh, eles são assustadores! Sinto como eles estivessem com raiva ou algo assim…
Uruha: Sim, parece que eles estão com raiva! Eles fazem tipo, “PRÓXIMO” enquanto estão me chamando...
Reita: AHAHAHAHAHAHA!
Uruha: Tipo, eles dizem “DE ONDE?” E eu fico, “Ahn?”. E penso, “De onde eu vim?”
Reita: Eles dão muito medo! Sabe na hora do controle, quando eles conferem as nossas passagens e passaportes? Quando eles me pedem pra pegar o meu passaporte eles soam tão bravos!
Uruha: Eles soam bravos mesmo...
Reita: No Japão não tem essas coisas, né?
Uruha: Onde foi mesmo? Nós estávamos indo de uma cidade para a outra nos Estados Unidos... E eu estava na área das bagagens...
Reita: Na área da imigração?
Uruha: Na imigração? Não, na conferência de bagagens...
Reita: Ah é… No lugar que eles conferem as bagagens.
Uruha: Sabe quando eles chamam as pessoas aleatoriamente? Tipo, eles dizem “Vem aqui” e tal?
Reita: Sim...Oh, eles te chamaram?
Uruha: Sim, um deles me chamou. Eu disse “Eh?”. Me pediram para que eu mostrasse as minhas mãos, tipo, as minhas palmas.
Reita: Sim *risos*
Uruha: E começaram a passar uma tela na minha mão??
Reita: Tipo um aparelho de varredura?
Uruha: Sim, isso aí. Eles pareciam estar fazendo aquilo de propósito ou algo assim, risos. Aí disseram “Me acompanhe”. Então eu fui levado. Aí eles me pediram pra que eu abrisse o meu passaporte e o meu telefone e me perguntaram um monte de coisas tipo, “Você, medicamento?” E eu fiquei tipo, “Medicamento? Eh? Ahn?”

Reita: Medicamento?
Uruha: Sim, medicamento. Eu fiquei pensando, isso tem alguma coisa a ver com médico? Eu não entendi direito, então eu disse, “I can not speak English
Reita: AHAHAHAHAH!
Uruha: Foi desagradável. Então eles disseram, “Oh, ok”. E eu pensei, “ok?”
Reita: Ficou tudo bem com você depois! Você provavelmente não sabia nada.
Uruha: Mas depois que eles disseram “Ok”, eu quis perguntar “Por que?”, o que acabou de acontecer?
Reita: Você provavelmente parecia suspeito!
Uruha: MAS O QUE TINHA DE SUSPEITO NA MINHA MÃO? O SUOR DA MINHA MÃO?
Uruha e Reita: AHAHAHAHAHA

Uruha: Não sou eu que sou suspeito, é você! O Reita que é suspeito!
Reita: Os únicos que me acham suspeito são os policiais Japoneses...
Uruha: Bem, eu acho que sim...
Reita: O que você quer dizer com “Eu acho que sim”?
Uruha e Reita: Ahahahaha!
---------------------
Reita: Na fila durante os check-ins e tudo mais, também me perguntaram um monte de coisas. Então eu só disse, “I am Japanese rock band!
Uruha: Que suspeito!
Reita: Eu disse, “World tour, world tour!”
Uruha: Isso é mais suspeito ainda!
Reita: Eles me perguntaram se eu era o vocalista principal, então eu disse que não, que eu era o baixista. Então eles me perguntaram quem era o vocalista, então eu apontei pro Ruki e disse, “He, He!”
Uruha: AHAHAHAHAHAHAHA!
-----------------------
Uruha: Pelo contrário, quando nós estamos transitando muito, eu gosto de escutar música eletrônica e tudo mais...

compartilhe nas redes sociais

Comente com o Facebook:

1 comentários:

Pe disse...

Imagina... a noiva mal iria dar atenção pro noivo com um convidado desses :D E ele ficou tão nervoso que se embananou todo pra falar KKKK

E o Gackt já disse isso uma vez. Alguns lugares do exterior têm preconceito com asiáticos, tratam eles mal. O Uruha tadinho foi muito mal tratado na imigração... pra que isso, gente?

Postar um comentário