25.9.11

Trechos da entrevista da SHOXX Vol. 225

O Twitter @theGazettE_CH traduziu alguns trechos da entrevista que saiu na revista SHOXX Vol. 225, lançada no dia 21/09/2011. Há uma parte da entrevista em que a banda fala sobre cada música do álbum TOXIC. O @theGazettE_CH traduziu alguns trechos do que eles disseram sobre as músicas THE SUICIDE CIRCUS, MY DEVIL ON THE BED e UNTITLED.

Abaixo está a tradução em Português. Agradecimentos ao Twitter @theGazettE_CH por ter me deixado traduzir os trechos.

Trechos da entrevista da SHOXX Vol. 225

Tradução Japonês-Inglês: @theGazettE_CH
Tradução Inglês-Português: Ruby/Denise

-----

THE SUICIDE CIRCUS

- De certo modo, pode-se dizer que essa música representa o álbum. Vocês também filmaram um PV para essa música, certo?

Reita: A imagem é maravilhosa. Há muitas pessoas no PV, que se destacam até mais do que a gente (risos)
Uruha: Eu acho que ele [o PV] vai ser muito popular. É terrivelmente legal.
Reita: É tipo, se você andar pela cidade como de costume, você vai se encontrar pessoas com as quais você normalmente não encontraria. (risos)
Kai: Certamente (risos).

- Eeh?! O que isso quer dizer??

Aoi: Com exceção de nós, a imagem será tipo a de um grupo de circo.
Uruha: O lugar onde nós filmamos o PV é tipo um parque de diversões que está desativado agora. Foi uma situação bem especial. Também porque coisas foram renovadas só para essa gravação, como a iluminação do carrossel. Vale a pena conferir até mesmo os menores detalhes, então vocês definitivamente devem assistir.

- Foi o RUKI-kun que retocou o enredo para a imagem original?

RUKI: Sim, isso mesmo. Eu fiz o rascunho. Primeiro eu fiz descrições detalhadas sobre os assuntos que estão acontecendo no Japão atualmente e eu também pensei em mostrar esses incidentes. Mas mais do que os detalhes que nós tentamos capturar na filmagem, se tornou uma imagem cuja atmosfera total é peculiar. Bem, como não é um filme e sim um PV, eu acho que é isso que faz com que seja interessante.

(...)

Uruha: Junto com o Kai, nós tentamos absolutamente todas as possibilidades desde os microfones dinâmicos até qualquer coisa. Acima disso, no final nós dissemos: "Bem, vamos tentar fazer isso da mesma maneira que normalmente fazemos". Então, sem fazer nada, nós continuamos da mesma maneira e depois de experimentar diversas coisas, acho que o avanço na superfície de nossos sentimentos foi diferente no fim das contas. Portanto, quando nós começamos a gravação, não havia com o que se preocupar. Estou feliz por termos tentado tudo antes.

- Seja como for, acumular experiências é uma coisa importante, né.

MY DEVIL ON THE BED

- Essa música foi composta pelo Uruha, certo?

Aoi: O título provisório dela era ‘SHOWTIME’, né?
Uruha: Por algum tempo (risos). Mas foi realmente só provisoriamente. Eu achei que de agora em diante durante os lives, seria legal ter uma música que pudesse criar um cenário tipo um show time [a hora em que um espetáculo está para começar]. Então eu comecei criando do meu jeito e essa é a música que saiu como resultado. Nessa música, há esse ritmo contínuo que parece um pouco com saltos, então eu acho que também vai ser fácil para o público dançar com ela.

- Na introdução da música, tem partes onde o grupo do ritmo [baixo e bateria] toma a liderança, certo?

Reita: Pra ser sincero, eu estava meio preocupado com isso até nós colocarmos os vocais. Com o som de apenas duas pessoas, eu me perguntei o quão longe nós conseguiríamos ir para preencher a música (risos).
Uruha: Mas o ponto forte dessa música não é justamente o ritmo?

UNTITLED

RUKI: Pela primeira vez, se tornou uma música que eu escrevi, cujo tema é o céu noturno.

- Dessa forma, se tornou uma música realmemte bonita.

RUKI: No que se refere à baladas, até agora há muitas delas que no geral foram meio agonizantes, né? (risos) Mas essa é uma música que eu fiz em um momento em que pensamentos sobre o céu noturno calmo e vasto estavam flutuando na minha mente.
Aoi: Você é uma pessoa calma, como esperado.
Reita: Aquele céu noturno que o RUKI viu, eu posso ter visto também.
Uruha: Eu também vi!
RUKI: Oi, mas que… gente! De repente a atmosfera ficou estranha (risada forçada)”
Kai: Ahahaha (risos).

Trechos das músicas do TOXIC podem ser escutados no site Amazon.com.

compartilhe nas redes sociais

Comente com o Facebook:

2 comentários:

raiianngell56 disse...

Parece que eles se esforçaram muito nesse album, e parece que atingiram um ponto bem criativo em suas formas de tocar, eu estou esperando muito dessas músicas citadas ai, principalmente MY DEVIL ON THE BED que é algo bem diferente do que Uruha normalmente espcreve, pelo menos essa é minha opinião sobre a música, e UNTITLED agora que eles falaram sobre o céu noturno, escutá-la pensando em algo assim deve realmente dar uma sensação interessante, e THE SUICIDE CIRCUS é uma músicas ótima e parece que o PV tbm será algo incrível.
Estou realmente ansiosa por esse album, acho que será um album que pode vir a se tornar meu favorito entre os albuns, até porque meu favorito é DISORDER, mesmo NIL, STACKED RUBBISH E DIM não conseguiram tirar DISORDER desse posto pra mim, mais TOXIC parece que conseguirá.

Shiroki_D disse...

yay yay
finalmente começaram a sair trechos das entrevistas xD
Era uma das coisas que eu mais queria, pra poder ter ideia do q os membros falariam sobre as músicas do álbum /o/

E gostei da ideia de parque de diversões desativado/abandonado, pq normalmente ficam com uma atmosfera macabra, mas não é essa imagem que o pv terá, então é realmente algo interessante.

Postar um comentário