20.7.14

[Tradução] PSP 1800 Vol. 20 - Kazuki x Aoi

A entrevista abaixo foi publicada no ano passado em um projeto da PSC com o Oricon, chamado PSP 1800. Nele, os membros das bandas da PSC conversaram entre si em duplas. Todos os membros do the GazettE participaram do projeto, exceto o Uruha.
Atendendo ao pedido da Ritsu Noda, eu traduzi a conversa do Aoi com o Kazuki (Screw).

PSP 1800 Vol. 20 - Kazuki (Screw) x Aoi (the GazettE)

Tradução Japonês-Inglês: akinojou
Tradução Inglês-Português: Ruby (Denise)

-----

— Primeiramente eu vou explicar as regras. Nesse projeto, vocês podem gastar 30 minutos para falar sobre o que vocês quiserem.
[Aoi] Tem problema não falar sobre nada também?

— Depende da aptidão do Kazuki (risos).
[Kazuki] Isso é sério!? Err… Aoi-san, por favor. Fale comigo (implorando)!
[Aoi] Ah~ o que eu faço com isso?
[Kazuki] Um~ Primeiramente, tem problema começar explicando sobre esses óculos?!
[Aoi] … … … Sim.
[Kazuki] Esse assento é designado para a pessoa que está com o papel de anfitrião e a regra diz que o anfitrião sempre deve usar os óculos! (comentário: essa regra não existe)
[Aoi] Quem decidiu isso?
[Kazuki] Ah… … Foi decidido quando o Keiyuu-san esteve aqui.
[Aoi] Ok. Então essa regra termina com o Kazuki, certo?
[Kazuki] Ah… sim. Termina. Está decidido que vai terminar!
[Aoi] Certo.
[Kazuki] Ah… sim. Umm… Então, vamos conversar. O fato é que eu me dou bem com o Aoi-san até mesmo em particular.
[Aoi] Isso não existe (de maneira direta).
[Kazuki] Ah… é. É verdade. Sim. É verdade, é verdade.

— Dê o seu melhor!! Kazuki!
[Kazuki] Umm~ Aoi-san, se tiver tudo bem pra você, posso? Er… eu tenho algumas perguntas.
[Aoi] Nem pensar.
[Kazuki] Certo. Então tá. Não dá então, né? Eu também achei que não.

— Não, você não disse nada (risos). Ei! Você prometeu para o Keiyuu, não foi? Continue!
[Kazuki] Prometi sim. (Kazuki em um dilema e encharcado de suor) Aoi-san, umm~ com licença!
[Aoi] Estou indo pra casa.
[Kazuki] Não! Por favor, espera! Como era de se esperar, essa missão é impossível!

— Você fez uma promessa de homem pra homem!
[Kazuki] Certo~ Aoi-san! Umm~.
[Aoi] O que?
[Kazuki] Com licença! (Se inclina para trás como uma pessoa importante)
[Aoi] Que diabos é isso que você está fazendo?

— Ahahaha. Foi uma missão do Keiyuu, que quando você convidasse o Aoi-kun, você se gabaria de maneira arrogante dizendo “Ele veio” (risos).
[Aoi] Estou indo pra casa agora.
[Kazuki] Aaaaa~ Aoi-san! Por favor, espera! Umm~ Posso te perguntar só uma coisa? Essa pergunta pode parecer muito repentina, mas qual é a sua comida preferida?
[Aoi] Nada em especial.
[Kazuki] Sua bebida favorita?
[Aoi] Bem, eu gosto de qualquer bebida.
[Kazuki] Pelo contrário, qual a comida que você menos gosta?
[Aoi] Acho que é o Kazuki.
[Kazuki] Ah é né… Me desculpe (se desculpando)!

— O Kazuki é algum tipo de comida!?
[Kazuki] Sou sim! Com certeza! Se o Aoi-san diz que eu sou, então eu sou comida. Err... Esse estilo ‘perguntas e respostas’ é bem difícil (risos). Tem problema se eu terminar por aqui?

— Mas você só fez 3 perguntas!?
[Kazuki] Me desculpe. Por favor, me perdoe!
[Aoi] Vou pra casa.
[Kazuki] Por favor, espera! A partir de agora eu vou começar a fazer isso direito! Umm~ Desculpe, posso tirar o meu casaco? Se você me der licença!

— Ahahaha.Você está suando (risos).
[Kazuki] Aoi-san, sobre o que nós deveríamos falar? *ele escorregou nas palavras aqui
[Aoi] Qual é o seu problema?
[Kazuki] Desculpe, eu estou tão nervoso que a minha boca não funciona direito (sorriso amargo). Primeiro de tudo, obrigado por permitir que eu tivesse essa chance de conversar com você!
[Aoi] (silêncio)
[Kazuki] Err~ Hoje está meio quente, né? Não~ Ter essa chance de conversar, apesar de ter tantas coisas que eu gostaria de te perguntar, já que eu não tive tantas oportunidades.
[Aoi] (silêncio)
[Kazuki] Sim. Como era de se esperar, se eu não for um bom anfitrião, a conversa vai ser difícil. Certo~ Eu também achei que sim.
[Aoi] (silêncio)
[Kazuki] Umm~ Quando você vai se mudar?
[Aoi] Eu não vou me mudar.
[Kazuki] Ah tá. Você não vai. Por que eu perguntei sobre mudança?
[Aoi] Mas agora eu instalei um bidê.
[Kazuki] Sério!? Que demais, né? Isso é realmente incrível!
[Aoi] O que há de incrível nisso?
[Kazuki] É verdade~ É verdade.

— Qual das duas opções?
[Kazuki] É verdade.

— Como eu disse (risos).
[Kazuki] Não, mas honestamente, em particular ele sempre me convida para sair para comermos juntos. Ele é muito legal, sempre se preocupando comigo e nós conversamos sobre muitas coisas.
[Aoi] Com quem você está falando (risos)?
[Kazuki] Ah, perdão. Eu estava falando com o vento (risos).
[Aoi] Você anda ocupado ultimamente?
[Kazuki] Sim. Graças a você eu tenho tido muita coisa para fazer. Ah, sobre aquele anel! Eu estou usando com carinho!

— Ele te deu um anel?
[Kazuki] Sim! De aniversário.

— Que legal~. Inesperadamente, apesar de estar desse jeito agora, você na verdade é um cara legal, Aoi-kun.
[Kazuki] Peraí! O que você quis dizer com estar desse jeito?

— Ele parece ser bom em cuidar dos juniors dele, né?
[Kazuki] É legal o Aoi-san poder ser legal demais, sabe!
[Aoi] Certo. Eu sou um cara legal. Minha aparência é amigável e eu aparento ser uma pessoa gentil que é boa em cuidar dos outros. Certo?
[Kazuki] … … … … Ah, sim!
[Aoi] Ah, estou de mau humor. Vou pra casa.
[Kazuki] Não não não não não! Espera um pouquinho! Eu te amo!

— Você se declarou repentinamente (risos)!
[Kazuki] Não, mas pra ser sincero, antigamente eu tinha medo dele. Eu achava que definitivamente não havia como me aproximar. Entretanto, quando eu conheci o Aoi-san melhor, não teve como eu não gostar dele, gosto tanto que eu não consigo me separar dele. Eu o amo! Ele é uma pessoa coerente demais e muito legal.
[Aoi] Como eu disse antes, com quem você está falando? (risos) Os fãs vão ler essa conversa, né? Fale sobre coisas mais interessantes.
[Kazuki] Entendi. Tá bom. Eu queria falar sobre equipamentos, pode ser?
[Aoi] Não dá. Isso não vai ser interessante para os fãs. Pense em um assunto mais interessante.
[Kazuki] Ah tá. Mas falar sobre assuntos particulares… … não seria indelicado?
[Aoi] Bem. Já que eu tenho uma imagem pública, sabe~.
[Kazuki] Certo.

— Kazuki, é o seu papel extrair esses acontecimentos particulares. Mostre coisas sobre o Aoi-kun que só o Kazuki sabe. Esse é o papel do Kazuki hoje.
[Kazuki] Entendi. (olhando para o Aoi) Claro, se eu for falar sobre o Aoi-san, até o carro dele é incrível. Sobre o Ja-jagar… … posso dizer?
[Aoi] Não tem problema. Só que não é jagar (risos). É Jaguar. Você não consegue pronunciar coisas tipo ‘guava’?
[Kazuki] É assim que se pronuncia! Jaguar! Aquele Jaguar, eu tive várias oportunidades de dirigi-lo.

— Mesmo!?
[Kazuki] Sim. Eu nunca tinha dirigido um carro tão luxuoso antes, então eu não tinha idéia de como se fechava o vidro automaticamente e coisas assim. Quando nós entramos na estrada, eu percebi que tinha esquecido de abrir o vidro! Eu estava tão afobado naquele dia. Me desculpe!
[Aoi] Nah~ Na época eu pensei, esse cara é mesmo um idiota~ (risos)

-Visitando a casa de seus respectivos pais durante o feriado de Ano Novo!-

— Não não, conta mais (risos). Para onde vocês dois foram?
[Aoi] Pra casa dos meus pais e para a casa dos pais dele. (risos) Foi durante o Ano Novo (risos). Nós conversamos sobre fazer isso há um tempo, mas só agora nós conseguimos ir. Há uns dois anos, acho.

— Os pais do Aoi-kun moram na prefeitura de Mie e os do Kazuki em Tottori, né? Fica na mesma direção.
[Aoi] Se você diz que é na mesma direção, então é, mas é bem longe. Como era Ano Novo, a estrada estava bem cheia. Além disso, a neve estava horrível. Nós saímos de Mie às 10:00 e chegamos em Tottori por volta de meia-noite.
[Kazuki] É verdade. Nós não conseguimos atravessar a cordilheira.
[Aoi] Verdade, verdade. Nós deixamos o carro na vila, em uma estação na beira da estrada. Nós não conseguimos colocar correntes [no pneu] então não deu para continuar dirigindo.
[Kazuki] Sim. Nós tivemos que ficar parados durante uns 3 dias, né?
[Aoi] Isso. Nós deixamos o carro lá e então eu fiquei na casa dos pais do Kazuki durante 2 dias (risos). Apesar de termos ido para a casa dos pais dele, tinha uma outra cordilheira que tivemos que atravessar depois, então era inevitável.
[Kazuki] Isso.
[Aoi] Mas foi divertido. Só que lá só tem montanhas (risos).
[Kazuki] Ahahaha. É mesmo. Na casa dos meus pais só tem montanhas. (risos)

— O que vocês dois fizeram lá?
[Aoi] Basicamente nós dois gostamos de beber bastante, então nós estávamos sempre bebendo.
[Kazuki] Sim. Não teve nenhuma conversa. Foi muito divertido. Mas a comida estava boa?
[Aoi] A comida estava boa. Originalmente a intenção era fazer um tour por lá e comer caranguejo. Então nós comemos muito caranguejo.
[Kazuki] Foi uma viagem a dois, né!
[Aoi] Bem, uh, isso não soa meio gay?
[Kazuki] Não soa não! Com certeza eu estou deixando algumas pessoas com ciúmes! A todos os fãs, me perdoem (pedindo desculpas).
[Aoi] A propósito, a comida da casa dos pais do Kazuki era tão, tão boa, mas o ramen que nós comemos em algum lugar no caminho era tão, tão ruim!
[Kazuki] É mesmo. Era uma famosa rede de restaurantes de ramen, então nós achamos que definitivamente deveríamos comer lá, mas o gosto era bem diferente dos de Tóquio.
[Aoi] Por algum motivo eles colocam muito repolho no ramen, é ruim demais. Mas foi bem divertido na casa dos pais do Kazuki. Eu conversei bastante com os seus pais também.
[Kazuki] Sim. Meus pais também ficaram felizes em conversar com o Aoi-san. Eles disseram que você é um homem muito legal.

— Que tipo de conversa vocês tiveram!?
[Aoi] Várias coisas. Entretanto, eu me encontrei com o irmão dele, que tem mais ou menos a mesma idade que eu e ele disse “Por causa de caras como você, o Kazuki raramente vem pra casa! Por quanto tempo o Kazuki vai continuar em uma banda!” (risos). O seu irmão também está preocupado com você. Como esperado, quando eu estava conversando com a sua família, eu achei que eles não queriam que eu falasse sobre sonhos e assuntos de banda, tipo, eles queriam que nós trabalhássemos direito. Mas eu acho que o Kazuki foi criado em uma família muito boa. Isso é porque você tem pais realmente amáveis.
[Kazuki] Não não não, eu fico muito feliz por você ter dito isso!
[Aoi] Ah, falando nisso, desculpe, desculpe, eu estou tão atrasado. Meus parabéns pela sua estréia como major.
[Kazuki] Muito obrigado! Mas, uh, Aoi-san! Me perdoe!

— O que o que o que?
[Aoi] Ah, esse cara (risos). Antes disso, ele disse que essa era a primeira vez que ele estava entrando na realeza, então em primeiro lugar ele ia me pagar alguma coisa. Foi o que ele disse quando me convidou.

— O Kazuki é um cara ótimo.
[Aoi] Uhum. Ele é fofo. Então nós dois saímos para beber. Nós comemos alguma coisa e de lá, fomos para o lugar onde nós regularmente vamos para beber. Mas apesar de termos ido para beber, ele pegou no sono no caminho!

— Que horror, Kazuki.
[Kazuki] Me perdoe (se desculpando)! Me desculpe mesmo! Isso é realmente imperdoável! No dia seguinte, o barman me contou sobre várias coisas que aconteceram enquanto eu estava dormindo.

— Eh!? O Aoi pagou a conta?
[Aoi] Não. Eu firmemente disse para o proprietário que esse cara iria pagar tudo.
[Kazuki] Não, mas aí o Aoi-san disse “Vai ser ruim se o pagamento não for suficiente” e tirou um pouco de dinheiro! Sinto muito mesmo!
[Aoi] Como ele disse (risos). Eu me senti tão só, bebendo sozinho.
[Kazuki] Desculpa mesmo!
[Aoi] Tudo bem. Mas sabe, o bar era bem legal. Eu achava que pessoas como nós raramente fossem convidadas, mas parentes já me convidaram para participar das festas de nabe deles e tudo mais. Isso é genial. Já me convidaram para visitar as casas deles também. Eu gosto desse tipo de hospitalidade.
 [Kazuki] Mas hospitalidade é com o Aoi-san. Ele já me deu várias instruções sobre guitarras, conselhos sobre equipamentos e ele também me deu uma guitarra!
[Aoi] Já que eu não estava mais usando, pensei em te dar. Agora eu estou usando uma do mesmo modelo, mas com uma cor diferente. Mas usar o mesmo tipo de coisa não é meio gay?

— Você ainda está dando atenção pra isso, né. (risos)
[Kazuki] Ahahaha. Não é gay não! Tá tudo bem! Porque eu te amo!
[Aoi] Ei, isso que você acabou de falar soou gay. (risos)
[Kazuki] Não, esse assunto estranho não importa se for o Aoi-san. Mesmo se parecer assim. Eu sempre vou me dedicar a você!
[Aoi] Eu não preciso disso. (risos)
[Kazuki] Ah, é mesmo? (risos) Desculpe! Mas eu amo mesmo o Aoi-san!
[Aoi] Os outros juniors com quem eu saio pra beber vão ficar muito enciumados, sabe. (risos)
[Kazuki] É verdade! O fluxo da conversa acabou se tornando uma conversa sobre “quando nós saímos para beber”. Se eles notarem, vai ser inevitável! Eles vão dizer “Ah, ele nem me convida!”
[Aoi] E aí eu serei bombardeado de perguntas do tipo “Por que? Por que você não me convidou para aquela conversa!” (risos)

— Isso é porque o Aoi-kun é famoso entre os outros juniors, certo? Você é um cara popular.
[Kazuki] É verdade! Claro que fico com ciúmes de ter que compartilhá-lo com pessoas que também gostam dele.
[Aoi] Como eu disse, esse tipo de coisa soa gay, então pare com isso. (risos)
[Kazuki] Não tem problema não! Embora pareça assim, eu não me importo!
[Aoi] Sou eu que estou me sentindo mal. (risos)
[Kazuki] Piadas à parte, o Aoi-san é uma pessoa muito gentil. Quando eu faço alguma coisa ruim, ele me dá bronca. Severamente, mas também de maneira calorosa. Assuntos sobre guitarras também, ele me falou muitas coisas com um cuidado carinhoso e ele me deu muitos conselhos. Eu estou muito grato. E também dentre essas coisas, no palco ele é uma pessoa que eu posso respeitar. De agora em diante, eu vou continuar perseguindo a figura do Aoi-san, aprendendo com ele e eu espero que um dia eu possa chegar onde ele está. Eu nunca vou superá-lo, então pra mim não tem problema se eu só conseguir ter a visão do mesmo lugar onde ele está.
[Aoi] Não, não, vá em frente e me supere. Nós faremos o nosso melhor para ultrapassar de novo também.
[Kazuki] Não, a nossa tolerância humana está em níveis absolutamente diferentes, então é impossível... ...

— O Aoi-kun tem algum lado negativo?
[Kazuki] Nenhum. (firmemente)

— Me conte, não esconda nada.
[Kazuki] Não tem nenhum. (firmemente)

— Só entre a gente.
[Aoi] Você vai transcrever a nossa conversa, não vai!? Então não vai ficar só entre a gente. (risos)

— Ah, você me pegou. (risos) Mas isso é tudo sobre o Aoi-kun?
[Kazuki] Como eu disse, isso é tudo (risos). Ele é uma pessoa ótima, até mesmo à primeira vista!

— Não não, mas ele deve ter algum lado fraco ou frágil inesperado, né?
[Kazuki] Ah, eu suponho que tenha. Ele facilmente se comove até as lágrimas. Nós acabamos de falar que fomos para as casas dos nossos pais juntos, não é? Há uns dois anos, minha avó faleceu. Eu realmente era o garotinho da minha vó. A vovó com certeza queria ter conhecido o Aoi-san também. Nós falamos sobre isso, meu pai, eu e o Aoi-san, enquanto estávamos bebendo e o Aoi-san desmoronou e chorou. Eu fiquei tão comovido. Nós três acabamos chorando enquanto bebíamos. Eu contei para ele sobre o desejo da minha avó em conhecê-lo antes de irmos, mas nós não chegamos a combinar. Nós finalmente decidimos ir no começo do ano, mas minha vó faleceu em Novembro. Não teve nada, aconteceu tão repentinamente. A sensação era a de que eu estava a um passo atrás. Eu falei muito sobre o Aoi-san para a Vovó, e ela queria vê-lo também... ... ...
[Aoi] Ele realmente é o garotinho da avó dele, ele conversava sobre ela comigo com frequência. É por isso que eu pensei em ir conhecê-la e então o pai dele começou com o assunto também e eu perdi o controle sem intenção... ...
[Kazuki] Você é mesmo muito gentil.
[Aoi] Eu mesmo amo muito a minha avó e o meu avô. Todos os membros da nossa banda são de Kantou, então sempre que nós fazíamos lives em Tóquio ou Yokohama, as famílias dos membros iam nos ver, incluindo os avós. Eu fiquei tão feliz em conhecer os avós de todo mundo. Uh, no SCREW, todos são de Kantou menos o Kazuki?
 [Kazuki] Não, o Jin-chan é de Kumamoto, Manabu de Osaka, Rui de Chiba e o Byou é de Tóquio.
[Aoi] Ah, que ótimo. No meu caso, todos menos eu são de Kantou, então quando nós estamos em Tóquio, ou Yokohama, durante as saudações no backstage, minha família é a única que não pode comparecer. É muito solitário.

— Mas quando você vai pra casa em Mie, todos vão te ver, certo?
[Aoi] Bem, sim.

— Sua mãe é muito nova!
[Kazuki] Ela é! Eu fiquei tão surpreso! A verdade é que eu me tornei amigo por e-mail da mãe do Aoi-san!
[Aoi] Certo. (risos) Quando nós visitamos nossas famílias, eu nem avisei pra minha mãe, mas esse cara mandou um e-mail para ela dizendo “Nós vamos pra sua casa juntos esse ano!”. Então quando eu liguei pra casa, eles já sabiam do nosso plano (risos). Foi assim (risos).
[Kazuki] A mãe do Aoi-san é a minha mãe da prefeitura de Mie!
[Aoi] Que diabos. (risos)
[Kazuki] Vamos pra casa juntos de novo! Ah é! Aoi-san, isso pode não ter nada a ver com o que nós estamos falando, tem problema? Eu acabei de comprar um haltere de 60 kg! Eu estou aumentando o peso 30 kg de cada vez!
[Aoi] À medida que você aumenta os seus músculos, os seus fãs vão aumentar também, huh.
[Kazuki] Sim, vou dar o meu melhor!
[Aoi] Vocês estão se tornando uma ótima banda recentemente, então eu espero que você dê o seu melhor. Eu estou dando o meu melhor, então o Kazuki também deveria.
[Kazuki] Sim, eu vou! Muito obrigado!

— Yosh. Finalmente a missão das perguntas e respostas, faça 5 perguntas! Vai lá! Kazuki!
[Kazuki] Sério!? Err… Seu cabelo está legal hoje!
[Aoi] Isso não é uma pergunta. (risos)
[Kazuki] Não é. O que você vai fazer durante o feriado?
[Aoi] Vou escrever músicas.
[Kazuki] Por favor, me fale algo que você não gosta em mim!
[Aoi] Sua personalidade, acho.
[Kazuki] O que!? Podemos cortar isso, por favor?! (risos) Por favor, me fale algo que você gosta em mim.
[Aoi] Honestamente falando, eu não gosto muito de você.
[Kazuki] Com certeza, por favor, corte isso!

— Mais duas perguntas!
[Kazuki] Por favor, me elogie!
[Aoi] Fufufufufu, você está dando o seu melhor, huh.

— Devo cortar essa parte também?.
[Kazuki] O que!? Isso é uma coisa boa!

— Mais uma pergunta!
[Kazuki] Eu te amo! A partir de agora, por favor, me trate bem!
[Aoi] Isso não é uma pergunta! (risos)
[Kazuki] Ah, me desculpe! Que inferno, eu estou encharcado de suor. (risos)
[Aoi] Vamos sair pra beber de novo.
[Kazuki] Sim, muito obrigado!

compartilhe nas redes sociais

Comente com o Facebook:

10 comentários:

Ritsu disse...

Eu ameeeeeeeeeei demais *O*
Ruby-san muito obrigada pela tradução. Amo demais esses dois,então quando vi essa revista precisava desesperadamente ler kkkk *-* vc me salvou. Muito obrigada mesmo <3

Mymy :3 disse...

awwww que amores!! Eu simplesmente amei essa entrevista também! ♥ muito fofo e legal! :') muito obrigada mesmo! Ruby ♥ eu também estava querendo ler essa entrevista! Essa do Ruki e do Reita também ♥ tão legal! :3 <3 que amor! Eu adorei mesmo! ;')

Muito obrigada! E òtimo trabalho como sempre! Obrigada de novo! Ruby :) ♥

Mymy :3

Anônimo disse...

KKKKKKK gente esta entrevista é hilária!!! Kazuki é o maior fã boy do mundo! O Aoi esculhambou muito com ele. Morri de rir :D
Obrigada, Ruby ^^

Pe

thais disse...

O moreno gosta de trolar o pobre do Kazuki tadinho kkkkk. Eu gosto de ver como eles sao proximos e morro de rir com o lado fãboy do Kazu. Obrigada Ruby

Thaisy Dias disse...

Muito obrigada Ruby!
Simplesmente maravilhosa essa entrevista, gargalhei horrores com os ataques do Kazuki! Esses dois são lindos ~ ♡
Fiquei super curiosa com as outras partes :3
Chuck ~

Lene Alves disse...

Aoi troll, hilário. :v

Mira disse...

O Aoi entrou do contra nessa entrevista!! xD coitado do Kazuki! xD

E depois o Kazuki contra-ataca sentando numa posição de boss... muito bom!! ^^

E a questão do dia: O Aoi tem um jaguar?? Eu acho que não me lembro de ler sobre isso... >_>

Adorei a entrevista!! ^^

Obrigado Ruby! :)

Hiroyuki Takashima disse...

O kazuki qhqwhajabahaha parece aquelas pessoas quando ficam nervosa perto do crush e se atrapalham tudo. Kazuki é muito fanboy meu deus!
Mas eu admito que tenho ciumes do aoi-san com ele.(MUTO ciúme)

нιroyυĸι ѕcнopenнaυer disse...

Por que o Uruha não estava?

Bárbara ナンダ. disse...

Kazuki;o bajulador

Postar um comentário