26.8.16

Trechos da entrevista do Uruha para a RR 67

A nameless-kai no Tumblr traduziu trechos da entrevista do Uruha publicada na edição 67 da revista ROCK AND READ. Veja abaixo a tradução em Português.
Prévias das imagens da revista podem ser vistas no Twitter da @Snaked_Lows. Veja aqui, aqui e aqui.
Compre a ROCK AND READ 67 na CDJapan, aqui.

Trechos da entrevista do Uruha para a ROCK AND READ 67

- No primeiro live que eles fizeram depois da World Tour, Uruha pensou algo do tipo: "Tão silencioso!"
- Parece que eles tiveram muitas dúvidas sobre irem para os Estados Unidos. Mas Uruha amou os equipamentos de lá e o backstage. As casas de shows contavam com jogos, máquina de pipoca e cesta de basquete no backstage e ele jogou até um pouquinho antes dos shows começarem.
- O show que o Uruha mais gostou foi o de Dallas, porque eles não conseguiram levar todos os equipamentos com eles e tiveram que criar alguns sons com o computador.
- Pessoalmente o Uruha acha que está ficando mais forte através das world tours e ele gostaria de tocar no exterior com mais frequência. Especialmente nos Estados Unidos, ele não quer ir lá só uma vez na vida.
- No Brasil não havia plataformas no palco, então eles pediram para colocar, porque normalmente casas de shows possuem esse item em suas estruturas. Mas a plataforma do Uruha não estava bem fixa e ele não sabia disso. Quando ele pulou na plataforma durante AGONY, ela se moveu e o Uruha caiu. Na hora ele não sentiu dor, mas ficou com muita vergonha. Quando saiu do palco, ele viu que a calça dele tinha rasgado e sua perna estava sangrando. O ferimento foi bem feio. Um médico foi ajudá-lo e deu um analgésico para o guitarrista, mas os comprimidos eram tão grandes que o Uruha teve problemas para engoli-los e se sentiu ainda pior depois disso. Ele ficou tão mal que não queria nem beber mais cerveja.
- Em Taiwan havia vários cosplayers, não só do the GazettE, mas de lolitas, animes e alguns que pareciam ser de outras bandas.
- Na Europa, a impressão que ele teve foi de que as pessoas cresceram e ficaram mais fortes.
- Ele acha que a influência da internet no mundo é incrível. Sua impressão é a de que os fãs estrangeiros assistem os clipes deles no YouTube porque não entendem Japonês e o que está escrito nas redes sociais dos membros.
- Uruha não vai fazer uma conta no Twitter porque ele não quer participar das redes sociais e porque ele não tem nada para dizer nesses espaços. Se ele postasse algo, seria apenas coisas relacionadas ao the GazettE e isso os outros membros e a conta oficial já fazem. O Twitter não traria nada para ele, então Uruha não vai criar uma conta. Ele também acha que o Twitter reduz a distância entre os fãs e o artista e que isso também pode causar vários problemas. Ele acha melhor que haja uma certa distância entre o artista e os fãs. Além disso, ele também disse que não gosta que as pessoas vejam que banda tem contato com tal banda e que o Twitter é arriscado. Mas ele também comentou que artistas que usam o Twitter são bem "rock", porque estão vivendo suas vidas com esses riscos.
- Ele nunca quis parar de postar no blog, pois gosta muito mais desse tipo de plataforma do que das redes sociais. No blog as pessoas podem escrever com calma, reler o post e aí sim publicar, para que não se precipitem e postem algo do qual se arrependam depois. Ele disse que blogs podem ser uma coisa antiquada, mas combinam mais com ele.
- Certa vez, Uruha se encontrou com o Yoshiki (X-Japan) para almoçar e ele ficou muito feliz quando o Yoshiki contou para ele que considera o the GazettE uma boa banda, porque eles têm espírito de luta. Quando o Uruha contou isso para os outros membros, todos ficaram muito felizes e se sentiram motivados para continuar de maneira ainda melhor.
- Uma coisa importante para manter uma banda por tanto tempo é que eles conversam sobre tudo, até mesmo a ponto de um deles começar a chorar. Como todos eles são teimosos e não cedem, essas situações acabam acontecendo, mas eles conversam sobre um determinado assunto até que todos estejam entendidos. Se algum deles realmente não concordar com alguma coisa, essa pessoa tem que dizer, Uruha quer que a pessoa diga. Se a pessoa não falar, os outros membros não vão entender o motivo dele não estar progredindo por causa do problema.
- Eles falaram sobre a época em que a condição do Aoi estava muito ruim e se a banda conversou sobre isso também. Na época parecia que o Aoi não estava conseguindo se entender com a banda, mas agora ele não está mais assim. Mas na época parecia que o Aoi tinha se distanciado da banda. O entendimento de como o Gazette deveria progredir era diferente, então o Aoi ficou com uma frustração reprimida dentro dele. Foi uma época onde o Aoi fez várias coisas fora do the GazettE. Todos tiveram dúvidas com relação a ele, mas no fim das contas, foi o Uruha que disse que o Aoi não podia ficar daquele jeito, e como o ambiente estava meio frio, parecia que tinha um problema entre os dois - embora o problema estivesse na banda toda. Uruha disse que embora os dois sejam guitarristas, eles são muito diferentes. Enquanto o Uruha é mais equilibrado, o Aoi é exatamente o oposto, ele é uma pessoa muito emotiva.
Japonês/Inglês: nameless-kai | Inglês/Português: Ruby (Denise)

compartilhe nas redes sociais

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário