3.5.14

Tradução DVD WT13 - Parte 9 (Finlândia)

Tradução das legendas em Inglês da parte da Finlândia do DVD "the GazettE WORLD TOUR 13 DOCUMENTARY". Essa é a última parte do DVD. Espero ter ajudado e desculpe qualquer erro. Para ver as outras partes, clique nos links abaixo.

A versão europeia do DVD, com legendas em Inglês, foi lançada no dia 21 de Abril. Para comprar essa versão legendada, clique aqui.

the GazettE WORLD TOUR 13 DOCUMENTARY
Parte 9 - Finlândia
(Parte 1 | Parte 2 | Parte 3 | Parte 4 | Parte 5 | Parte 6 | Parte 7 | Parte 8 | Parte 9)

Tradução da legenda em Inglês: Ruby (Denise)

-----

Última parada da World Tour

29/09

Helsinque
FINLÂNDIA

The Circus
Finlândia Helsinque


Um ensaio detalhado ainda continua

Um presente de fãs por todo o mundo

Reita: Encontrei uma mensagem do Japão.

Reita: No começo, tiveram momentos em que eu quis voltar para o Japão, mas passa tão rápido. É triste pensar que nós já temos que voltar.

Uruha: Na perspectiva do mundo, provavelmente isso foi apenas uma introdução do the GazettE. Então para nós, é só o fim de um começo. O the GazettE passou o seu cartão de visitas. Então o que vem por aí? Nós vamos expandir a partir daqui. Hoje será um importante show.

Aoi: Vamos fazê-lo como todos os outros.

Kai: É estranho estar nervoso agora. Está indo tudo bem, então nós só temos que continuar dando o nosso melhor. E o resultado vai acompanhar.

[Depois do show]
“Do Hemisfério Sul até o Hemisfério Norte, 7 países, 9 shows... Bom trabalho, pessoal!”
“Kanpai!”

Kai: Bom trabalho. Agora que terminou, essa World Tour pareceu ter passado muito rápido. Os fãs estrangeiros me lembraram de algo muito importante. “Música é puramente diversão” é algo que eu parecia ter esquecido. Mas eles me lembraram disso, o que provavelmente vai mudar o jeito que eu amo os fãs Japoneses.

Aoi: Pareceu longo enquanto estávamos na estrada, mas agora que acabou, passou muito rápido. E pensar que nós os fizemos esperar durante 6 anos. Essa turnê me fez olhar para trás e perceber que nós precisamos trabalhar mais duro. Foi um ótimo show, mas eu queria poder ter dado mais do poder da banda. Talvez no ano que vem, ou no ano depois do próximo... Algum dia em um futuro próximo, nós esperamos voltar de novo. Da próxima vez em muitos outros locais. Foi uma turnê excelente mesmo.

Reita: Bom trabalho! Terminou com êxito. Só resta voltar em segurança para o Japão e aí acabou mesmo. É um pouco triste. A última vez foi há 6 anos... não voltamos durante esses 6 anos. Mas se nós voltarmos mais cedo dessa vez, acho que nós poderemos conectar ainda mais. De qualquer forma, todos foram ótimos em uma situação tão difícil, especialmente o staff. Houve noites em que eles não conseguiram dormir em um hotel, mas nós estamos muito gratos por tudo o que eles fizeram.

Uruha: A longa World Tour terminou hoje. Como eu disse antes, esse é o começo para o the GazettE conquistar o mundo. Embora tenha acabado, nós apenas começamos a distribuir o nosso cartão de visitas. Então nós queremos conectar isso ao próximo estágio, ao próximo ano, e ao ano seguinte. Nós queremos voltar para Helsinque e para a Europa e para a América Latina, então vamos continuar a fazer música e mostrar o the GazettE para vocês de novo. Obrigado.

Após a World Tour

URUHA: De agora em diante, se nós pudermos continuar constantes assim, acredito que essa turnê vai nos conectar com sermos ativos mundialmente. Se isso não nos levar para a próxima etapa, essa World Tour será desperdiçada. Poder tocar no exterior é um objetivo para qualquer músico.

AOI: Surpreendentemente o som estava bom. Eu sinto que a banda está melhorando também. Ser capaz de pensar que o som do seu próprio concerto está bom, realmente ajuda a gerar confiança. Reconhecer isso me fez perceber que eu pessoalmente estou contribuindo para o the GazettE.

REITA: Simplificando, os shows são divertidos. A sensação foi a de quando eu entrei na banda pela primeira vez e me apresentei. Eu entrei em uma banda porque eu quero me apresentar. Essa foi uma turnê que me levou de volta àquelas raízes.

KAI: Se eu fosse te dizer qual foi o ganho disso, seria confiança. Com o equipamento mínimo, ou sem o LED no plano de fundo, poder mostrar o concerto do the GazettE nessas circunstâncias levou a confiança.

RUKI: Isso me fez voltar no tempo, na época em que nós tocávamos em live houses. Me lembrou que não importa a situação, nós tínhamos que fazer um excelente show. Ver que tantas pessoas estavam esperando por nós, aqueles que moram do outro lado do Japão, a meio mundo de distância. É surreal e simplesmente lisonjeador. Nós certamente sentimos que a nossa visita foi apreciada pelos fãs estrangeiros. Embora tenha terminado, ainda não caiu a minha ficha. Estou na expectativa de como eu vou refletir nessa turnê mais tarde. Eu fui lembrado do essencial para uma banda.

compartilhe nas redes sociais

Comente com o Facebook:

2 comentários:

brunobarros disse...

Acabei de assistir *---* mt obg por traduzir tudo!

Mira disse...

Que bom que eles gostaram de fazer os shows.
Quando se vai em viagem para locais que não conhecemos acontecem sempre imprevistos e percalços mas ainda bem que correu tudo bem e eles se divertiram.

O meu DVD já chegou, quero ver se o assisto este fim-de-semana!! ^^

Obrigada Ruby! :)

Postar um comentário